PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Presidente do Brescia faz comentário racista sobre Balotelli

Massimo Cellino, mandatário do clube, fez seguinte afirmação: "É negro, está trabalhando para clarear"

13:31 | 25/11/2019
Passagem de Balotelli tem sido marcada por poucos gols e muitas polêmicas
Passagem de Balotelli tem sido marcada por poucos gols e muitas polêmicas (Foto: AFP/Miguel Medina)

Após Balotelli ser afastado do Brescia pelo técnico Fábio Grosso, o presidente do clube, Massimo Cellino, se posicionou sobre o fato. Antes de começar entrevista coletiva, nesta segunda-feira, 25, ele fez um comentário pejorativo sobre a cor de pele do atacante.

“É negro, o que devo dizer? Está trabalhando para se clarear, mas está com dificuldade”, disse Cellino. “Eu aceitei ele porque o considerava um valor agregado. Ele deve dar respostas em campo, não nas redes sociais. Mas ele não é o bode expiatório para a difícil situação do Brescia”, afirmou o mandatário do Brescia.

Segundo informações do jornal italiano Gazzetta Dello Sport, Fábio Grosso, campeão da Copa do Mundo de 2006 pela Itália, justificou o afastamento de Balotelli em virtude da sua falta de dedicação nos treinamentos. Por isso, o atacante não foi relacionado para a partida diante da Roma, no último domingo, 24. Atuando fora de casa, o Brescia foi derrotado, por 3 a 0, e permaneceu na lanterna do Campeonato Italiano, com apenas sete pontos em 12 jogos.

Horas depois da declaração de Massimo Cellino, o Brescia divulgou uma nota oficial sobre o caso. Veja o comunicado na íntegra: “Com relação às declarações divulgadas esta tarde pelo presidente Massimo Cellino, em referência ao nosso jogador Mario Balotelli, Brescia Calcio evidentemente lida com uma piada paradoxal, claramente incompreendida, divulgada na tentativa de neutralizar a exposição excessiva da mídia e com intenção para proteger o próprio jogador."

Contratado pelo Brescia em agosto deste ano cercado de muitas expectativas, Balotelli fez apenas sete partidas e marcou dois gols. Recentemente, o atacante foi vítima de cânticos racistas da torcida do Hellas Verona, em jogo que sua equipe foi derrotada pelo placar de 2 a 1.

+Balotelli é vítima de cantos racistas por parte de torcida do Hellas Verona