PUBLICIDADE
Esportes

Nené é expulso e Vasco estreia com derrota em casa no Carioca

O Vasco foi derrotado pelo Bangu por 2 a 0, na estreia das duas equipes no Campeonato Carioca. A partida foi disputada, na noite desta quinta-feira, em São Januário, de portões fechados, solução encontrada pela federação diante do impasse político que tomou conta do clube por causa de uma decisão judicial, nomeando três presidentes para [?]

20:45 | 18/01/2018

O Vasco foi derrotado pelo Bangu por 2 a 0, na estreia das duas equipes no Campeonato Carioca. A partida foi disputada, na noite desta quinta-feira, em São Januário, de portões fechados, solução encontrada pela federação diante do impasse político que tomou conta do clube por causa de uma decisão judicial, nomeando três presidentes para administrar o clube até que aconteça a nova eleição.

O resultado fez o Bangu assumir a segunda colocação do Grupo B com três pontos ganhos, enquanto o time cruz-maltino, sem pontuar, ocupa a quinta colocação da chave. O time de Moça Bonita mereceu a vitória porque soube aproveitar a falta de ritmo do vasco e, principalmente, as falhas do adversário para construir o resultado.

Na próxima rodada, o Vasco vai receber o Nova Iguaçu, em São Januário. O Bangu enfrentará o Volta Redonda, em Moça Bonita.

O jogo

Diante de arquibancadas vazias, a partida começou em ritmo lento, com as duas equipes se estudando.E a primeira oportunidade foi criada pelo Bangu, aos cinco minutos. Nilson foi derrubado pelo estreante Luiz Gustavo na entrada da área. Valdir bateu no canto e Martín Silva fez grande defesa, espalmando para escanteio.

O susto fez o Vasco acordar em campo e passar imprimir um pouco mais de velocidade nas jogadas de ataque. Aos 13 minutos, Wagner fez bom passe para Yago Pikachu que chutou forte. A bola desviou em Michel e saiu para escanteio. Dois minutos depois, Paulinho se livrou dos marcadores e bateu. O goleiro Célio deu rebote, mas Evander não conseguiu aproveitar.

Depois da parada técnica, o time dirigido por Zé Ricardo seguiu com o controle da partida, mas sem mostrar muita objetividade nas jogadas ofensivas.

Só aos 25 minutos é que o Vasco voltou a ameaçar o gol banguense.Nenê cobrou escanteio, Evander cabeceou e a bola bateu na trave.

O Bangu respondeu de forma contundente. O veterano Almir recebeu na entrada da área e mandou a bomba. A bola passou perto da trave defendida por Martín Silva.

Aos 41 minutos, o Bangu marcou o primeiro gol. Após cruzamento da esquerda, Marcos Junior não conseguiu dominar, mas a bola sobrou para Rodney que bate cruzado, sem chances para Martín Silva.

O Vasco tentou aproveitar os poucos minutos que restavam até o final da primeira etapa, para buscar o empate, mas não conseguiu passar pela defesa do Bangu.

As duas equipes voltaram sem modificações para o segundo tempo.Logo no início, Paulinho deu um susto na comissão técnica ao torcer o tornozelo esquerdo. Após alguns minutos, voltou ao jogo, embora seguisse mancando. Aos seis minutos, Guilherme chutou forte e Martín Silva fez boa defesa.

Basco tentou adiantar a marcação para dificultar a saída de bola do adversário, mas o Bangu parecia em melhor estado físico e furava o bloqueio cruz-maltino.

Insatisfeito com a produção do time, o técnico Zé Ricardo decidiu colocar o atacante Caio Monteiro no lugar do volante Wellington. Logo depois, ele trocou o zagueiro Luiz Gustavo pelo volante argentino Desábato que passou a formar a dupla de zaga com Ricardo Graça.

O Bangu, por sua vez, se mostrava mais preocupado em defender a vantagem conquistada, do que tentar ampliar o marcador.

Ao 21 minutos, logo depois da parada técnica, o Vasco criou uma grande chance para empatar. Nenê faz ótima jogada pela esquerda e cruzou na cabeça de Caio Monteiro, mas a conclusão do atacante foi muito bem defendida pelo goleiro Célio. No rebote, a arbitragem marcou impedimento de Rios.

O Vasco seguiu pressionando e, aos 26 minutos, Wagner mandou a bomba, mas a bola desviou na zaga e saiu para escanteio. A entrada de Paulo Vitor para fazer dupla com Caio Monteiro no ataque deu mais velocidade ao Vasco, mas a equipe encontrava muita dificuldade para superar a retranca armada pelo experiente treinador Alfredo Sampaio, no Bangu.

Aos 37 minutos, o Bangu marcou o segundo gol. Após cruzamento da esquerda, Anderson Lessa apareceu livre na área para desviar de Martín Silva e ampliar a vantagem.

Desanimado, o Vasco ainda escapou do terceiro gol aos 44 minutos quando Everton Sena se livrou do marcador e chutou rasteiro, mas Martín Silva salvou com o pé.

Nos acréscimos, Nenê reclamou demais e recebeu cartão vermelho.

FICHA TÉCNICA

VASCO 0 X 2 BANGU

Local: estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 18 de janeiro de 2018, quinta-feira

Horário: 19h30 (de Brasília)

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães

Assistentes: Rodrigo Henrique Corrêa e Thiago Henrique Corrêa

Cartões amarelos: Nenê, Andrés Rios (Vasco); Michel(Bangu)

Cartão vermelho: Nenê (Vasco)

GOLS:

BANGU: Rodney, aos 41 minutos do primeiro tempo; Anderson Lessa, aos 37 minutos do segundo tempo

VASCO: Martín Silva, Yago Pikachu, Luiz Gustavo (Desábato), Ricardo Graça e Henrique; Wellington(Caio Monteiro), Evander (Andrey), Wagner(Guilherme Costa), Nenê e Paulinho; Andrés Ríos (Paulo Vitor)

Técnico: Zé Ricardo

Bangu: Célio, Valdir, Dalton(Rogério Xodó), Michel e Guilherme; Magno, Marcos Júnior, Rodney (Oliveira) e Almir (Leonardo Jesus); Nilson (Anderson Lessa) e Sidney (Everton Sena)

Técnico: Alfredo Sampaio

Gazeta Esportiva

TAGS