PUBLICIDADE
Esportes

Euriquinho acusa Felipe de tentativa de boicote; Ex-jogador nega

Filho do presidente do Vasco Eurico Miranda, Euriquinho Miranda concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira em São Januário e fez acusações graves contra o ex-jogador Felipe na véspera da eleição presidencial do clube. Segundo Euriquinho, ele seria responsável por ligar para atletas do atual elenco cruz-maltino, os incentivando a perder partidas para prejudicar a chapa do [?]

18:15 | 06/11/2017

Filho do presidente do Vasco Eurico Miranda, Euriquinho Miranda concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira em São Januário e fez acusações graves contra o ex-jogador Felipe na véspera da eleição presidencial do clube. Segundo Euriquinho, ele seria responsável por ligar para atletas do atual elenco cruz-maltino, os incentivando a perder partidas para prejudicar a chapa do atual mandatário do clube, que concorre à reeleição para o próximo triênio.

Felipe é integrante da oposição, encabeçada por Julio Brant. Além do ex-meia, outros ex-jogadores do Vasco, como Edmundo e Pedrinho, também apoiam a chapa do ex-executivo da Andrade Gutierrez. Para Euriquinho, o caso de ligações para jogadores do Vasco não passa de uma estratégia para tentar enfraquecer Eurico Miranda na corrida presidencial.

?Não há clube que resista. Ex-atleta que liga para os jogadores para boicotar, colocar todos contra todos dentro do clube. Incentiva a não ganharem os jogos. Como o clube sobrevive a isso? Tenho plena convicção de que o presidente vai ser reeleito amanhã. De repente o departamento de futebol tem um respiro, um alívio. O que acontece aqui é coisa de outro mundo. No futebol acabamos sabendo de tudo. Muitos atletas receberam ligações, outros se reuniram. O ex-atleta que fez isso é o Felipe?, afirmou Euriquinho Miranda nesta segunda-feira.

O vice-presidente de futebol do Vasco também revelou que os próprios atletas do Vasco revelaram a investida de Felipe. Embora não tenha se aprofundado na polêmica, sem dar muitos detalhes, Euriquinho comentou sobre o incômodo ocorrido.

?Os atletas foram leais nos dizendo o que houve. Não sabemos detalhes do que foi dito, mas sabemos que foi para jogar uma pressão, colocar um contra o outro. Eu acredito que o futebol é muito mais mental do que outra coisa. Isso influencia demais no jogo. Eu gosto de fazer minhas afirmações depois que conversar com todos para chegar a uma conclusão?, completou.

Após a repercussão da declaração de Euriquinho, o ex-jogador Felipe fez questão de desmentir o discurso do vice de futebol do Vasco, alegando que suas palavras só servem para desestabilizar o ambiente eleitoral do clube.

?Minha vitoriosa carreira no Vasco foi conquistada com muito trabalho e dedicação. Meu caráter é uma herança de minha família e da minha formação como atleta nas divisões de base do Vasco. Minha imagem é o meu maior patrimônio, como ex-atleta, ídolo, profissional do futebol e pai de família. Os inúmeros títulos que conquistei no Vasco são o meu orgulho. Portanto, repudio, veementemente, as declarações FALSAS que essas pessoas insistem em utilizar para tumultuar o processo eleitoral do Vasco a partir do momento que me posiciono a favor da renovação e da transparência.

Também não é novidade esse tipo de ataque, afinal é uma tática comum que usam em épocas de eleição. A minha história é a certeza que esses comentários maldosos e sem credibilidade não refletem a verdade. Por fim, peço para que o vascaíno reflita e veja que tentam enganá-lo ao colocar a culpa na mentira. Não assumir a responsabilidade é a arma da incompetência. Saudações vascaínas?.

Gazeta Esportiva

TAGS