PUBLICIDADE
Esportes

Eurico Miranda minimiza polêmica e crê em validade da eleição

Após a imprensa carioca publicar que a justiça vai dar 48 horas para o Vasco comprovar a validade dos votos da urna 7 da eleição, que está sob judice, o presidente Eurico Miranda convocou entrevista coletiva para falar sobre o assunto. O mandatário explicou algumas questões apontadas pelo seu concorrente, Júio Brant, e afirmou que [?]

19:30 | 09/11/2017

Após a imprensa carioca publicar que a justiça vai dar 48 horas para o Vasco comprovar a validade dos votos da urna 7 da eleição, que está sob judice, o presidente Eurico Miranda convocou entrevista coletiva para falar sobre o assunto. O mandatário explicou algumas questões apontadas pelo seu concorrente, Júio Brant, e afirmou que estar com todos os documentos necessários para validar sua vitória.

?Eu tomei conhecimento pelo o que vocês informaram e eu não sei se é definitivo porque não fui intimado. Eu não tenho que ser intimado, mas sim o presidente da Assembleia Geral, que vai tomar as providências. Mas eu quero adiantar que todos os documentos que estão na decisão vão ser fornecidos, sem qualquer problema, além dos comprovantes de que o dinheiro está contabilizado. É o que vai acontecer. Eu estou adiantando uma coisa que eu tomei conhecimento por vocês. Está tudo aqui. Se me derem 24 horas está tudo aqui. É só eu colocar uma equipe e isso é tranquilo?, afirmou.

Eurico Miranda atacou os ex-jogadores Felipe e Pedrinho, que apoiaram publicamente Julio Brant. Segundo o presidente, ambos deram o telefone e endereço da sede de São Januário quando se associaram, assim como outros sócios contestados pelo candidato de oposição.

?As colocações sobre telefone e endereço, está aqui para ver e se quiserem fotografar: endereço, General Almério de Moura, que é o Vasco e com o telefone do Vasco. Essa é a ficha de Felipe. Não tem a assinatura do preposto e tem a assinatura do presidente. Mas isso é uma resposta sobre endereço e telefone. Endereço e telefone de Pedrinho idem. Pedrinho não tem CPF. Agora, dizer que eles foram feitos pela diretoria é de uma leviandade de toda prova. Se a gente quisesse fazer sócios, faríamos como a administração passada. Eu poderia distribuir títulos de bem feitor remido, como ele fez: Edmundo, Pedrinho e Felipe? Tem outros, mas só trouxe esses?, declarou.

O mandatário também explicou que não se considera o novo presidente do Vasco, pois quem define isso é o Conselho Deliberativo.

?Eu não fiquei nada eufórico e dizendo que sou o presidente do Vasco. De repente o outro candidato disse que ele era. Espere as coisas acontecerem para poder dizer as coisas nesse sentido. Esse é um ponto. E vocês sabem como é a eleição do Vasco, há uma eleição do Conselho e esse Conselho elege o próximo presidente. A primeira coisa que tem que ser colocada é que o meu mandato expira em 16 de janeiro de 2018?, falou.

Eurico Miranda saiu vencedor da eleição por 2.111 votos, contra 1.975 de Julio Brant, mas uma urna, com os votos dos sócios que estão sob suspeita vai determinar o resultado. Caso a urna seja invalidada, Julio Brant passa Eurico Miranda e deverá ser confirmado como novo mandatário cruzmaltino em 2018.

Gazeta Esportiva

TAGS