PUBLICIDADE
São Paulo FC
Noticia

São Paulo mantém padrão de jogo mesmo com ausências: "Todos bem nos treinos"

Técnico Fernando Diniz comenta variações nas escalações do Tricolor e destaca bom momentos dos atletas na Série A

15:21 | 18/12/2020
Técnico Fernando Diniz sorri durante o jogo São Paulo x Atlético-MG, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro Série A (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)
Técnico Fernando Diniz sorri durante o jogo São Paulo x Atlético-MG, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro Série A (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Em um longo campeonato, como é o Brasileiro, quem sonha com o título precisa de um elenco grande. Haverá lesionados, jogadores suspensos por cartões amarelos, convocações em datas Fifa. No caso do São Paulo, o técnico Fernando Diniz não tem um dos plantéis mais estrelados, é verdade, porém, mesmo com um grupo mais enxuto, vem conseguindo manter o Tricolor no topo da tabela.

Nesta última quarta-feira, em um confronto direto pela liderança do Brasileirão, contra o Atlético-MG, o São Paulo entrou em campo sem Luciano, principal jogador da equipe, lesionado. Tchê Tchê, volante de origem, foi improvisado no ataque e correspondeu muito bem às expectativas, sendo fundamental para pressionar a saída de bola adversária.

“Procuro fazer aquilo que é mais juto pro time, faço o melhor que posso para o São Paulo poder vencer, os jogadores sabem disso. Não tem jogador melhor que o outro, tem jogador que naquele momento vai entrar no jogo, mas outros também vão entrar. Muitos jogadores já foram titulares e hoje estão no banco”, afirmou Diniz.

O treinador tem razão. Na atual temporada, o São Paulo já teve 18 jogadores que podem ser considerados titulares. Mesmo aqueles com um status diferenciado chegaram a perder vaga com Fernando Diniz, casos de Arboleda e Bruno Alves, desbancados pelo jovem Diego Costa e pelo lateral-esquerdo Léo, improvisado na zaga.

Contra o Botafogo, há uma semana, o desfalque da vez foi Daniel Alves. Suspenso pelo acúmulo de cartões amarelos, o camisa 10 foi substituído pelo polivalente Tchê Tchê, que, ao contrário do jogo contra o Atlético-MG, atuou como volante. E, mesmo sem sua principal estrela, o São Paulo também saiu de campo com uma contundente vitória, por 4 a 0.

“Todo mundo está indo bem nos treinos, e eu que dou o treino, eu vejo como os jogadores estão. Os jogadores se sentem todos prestigiados e, de fato, estão prestigiados. Os 11 que iniciam estão sempre em aberto, o time mudou muitas vezes, muitos foram titulares, e isso faz um time forte. Confio plenamente no elenco, já estamos há um ano e meio juntos, todo mundo se conhece muito bem”, concluiu Fernando Diniz.