São Paulo lucra mais de R$ 4 milhões com título do River: entendaSão Paulo Futebol Clube | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


São Paulo lucra mais de R$ 4 milhões com título do River: entenda

O título da Copa Libertadores conquistado pelo River Plate neste domingo está sendo bastante comemorado no São Paulo. Com a vitória por 3 a 1 sobre o arquirrival Boca Juniors, o clube que contratou Lucas Pratto no começo do ano terá de depositar mais 1 milhão de euros (R$ 4,45 milhões, na cotação atual) na [?]

20:30 | 09/12/2018

O título da Copa Libertadores conquistado pelo River Plate neste domingo está sendo bastante comemorado no São Paulo. Com a vitória por 3 a 1 sobre o arquirrival Boca Juniors, o clube que contratou Lucas Pratto no começo do ano terá de depositar mais 1 milhão de euros (R$ 4,45 milhões, na cotação atual) na conta do Tricolor.

É o que prevê cláusula no contrato de venda do centroavante, adquirido pelo River em janeiro de 2018 por 11,5 milhões de euros (R$ 44,4 milhões, na cotação da época), naquela que foi a maior negociação da história do clube argentino.

Desse montante, o São Paulo recebeu 8,5 milhões de euros (R$ 32,9 milhões). Em fevereiro de 2017, o clube do Morumbi comprou Pratto do Atlético-MG por 6,2 milhões de euros (R$ 23,9 milhões).

Revelado no Boca Juniors, Lucas Pratto soma 12 gols em 41 jogos oficiais disputados pelo River Plate. Ele foi o artilheiro do time na Libertadores, com cinco tentos. Na final, o atacante marcou um gol no empate por 2 a 2, em La Bombonera, e outro no jogo de volta, no Santiago Bernabéu.

Pelo São Paulo, Pratto marcou 14 gols em 48 jogos, terminando 2017 como artilheiro da equipe. O jogador alegou que o principal motivo de sua saída do Tricolor era sua filha, que, na época, morava em Buenos Aires, longe de seu pai.

De olho na temporada 2019, o São Paulo pode usar o dinheiro extra para reforçar a equipe. Após contratar os laterais Igor Vinícius e Léo Pelé, a diretoria definiu como prioridades trazer mais um volante (Willian Arão, do Flamengo, está na mira), um meia e dois atacantes.

Gazeta Esportiva

TAGS