Majestoso teve erros de arbitragem nas duas partidas do BrasileiroSão Paulo Futebol Clube | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Majestoso teve erros de arbitragem nas duas partidas do Brasileiro

O balanço da arbitragem nos Majestosos do Campeonato Brasileiro deste ano foi definitivamente negativo. Tanto a vitória do São Paulo no primeiro turno quanto o empate do returno tiveram erros crassos dos árbitros Marcelo de Lima Henrique e Rodolpho Toski Marques, respectivamente. No duelo da 13ª rodada, realizado no Morumbi, o Tricolor Paulista caminhava para [?]

17:45 | 12/11/2018

O balanço da arbitragem nos Majestosos do Campeonato Brasileiro deste ano foi definitivamente negativo. Tanto a vitória do São Paulo no primeiro turno quanto o empate do returno tiveram erros crassos dos árbitros Marcelo de Lima Henrique e Rodolpho Toski Marques, respectivamente.

No duelo da 13ª rodada, realizado no Morumbi, o Tricolor Paulista caminhava para derrotar o rival por 3 a 0 até os 46 minutos do segundo tempo, quando o atacante Jonathas foi lançado e amorteceu a bola no braço esquerdo para tocar na saída de Jean, fazendo o gol de honra corintiano.

O juiz carioca Marcelo de Lima Henrique, contudo, encoberto por Arboleda e Anderson Martins, não viu o domínio irregular. Com o ângulo de visão livre, o árbitro assistente também não percebeu a irregularidade no tento, que acabou sendo validado apesar de toda a reclamação são-paulina.

Se na partida do primeiro turno o erro da arbitragem não interferiu diretamente no resultado, o mesmo não pode ser dito para o Majestoso do último sábado, na Arena Corinthians, em Itaquera, pela 33ª rodada da elite nacional.

Aos 33 minutos da primeira etapa, quando a partida ainda estava zerada, Jadson cruzou na área e a sobra ficou com Danilo, que bateu forte. O goleiro Jean fez a defesa, mas já dentro do gol. Mais uma vez, tanto o juiz da partida, Rodolpho Toski Marques, quanto o árbitro assistente não viram que a bola havia ultrapassado totalmente a linha e, assim, o tento não foi dado.

Entretanto, as polêmicas da arbitragem não pararam por aí. Logo na sequência, Romero foi empurrado por Bruno Alves dentro da área, mas o juiz interpretou que a jogada foi normal e não assinalou a penalidade. Após o duelo, o paraguaio garantiu que sofreu a falta.

No começo da segunda etapa, foi a vez dos tricolores reclamarem pela primeira vez. O volante Thiaguinho, que havia entrado no intervalo na vaga de Danilo, deu carrinho por cima da bola acertando em cheio o pé de Jucilei. Rodolpho Toski Marques marcou apenas pé alto e sequer mostrou amarelo para o jogador do Corinthians.

Passados os instantes de polêmica, Ralf balançou as redes para o Timão, e o jovem Brenner empatou para o São Paulo, já na reta final. Com o resultado, a equipe de Jair Ventura chegou aos 40 pontos e ocupa a 13ª colocação, enquanto o Tricolor Paulista, que demitiu Diego Aguirre após o empate, alcançou os 58 pontos, mas caiu para a quinto lugar, deixando o G4 após 22 rodadas.

Jair critica arbitragem, solta palavrão e se diz orgulhoso com Corinthians

Cássio diz que assistente pediu desculpas por não ter visto o gol de Danilo

Ricardo Rocha foi ao vestiário da arbitragem antes do clássico

Andrés se revolta e pede para clubes tomarem o Brasileirão da CBF

Jadson detona omissão de árbitro assistente: ?M??

 

Gazeta Esportiva

TAGS