PUBLICIDADE
Esportes

Sidão e Everton levam cartão e desfalcam São Paulo no Majestoso

O São Paulo venceu o Flamengo por 1 a 0 na noite desta quarta-feira, em pleno Maracanã, mas ganhou problemas para o clássico contra o Corinthians, previsto para este sábado, às 21 horas (de Brasília), no Morumbi. Titulares da equipe, o goleiro Sidão e o meia-atacante Everton, autor do gol da vitória, foram advertidos com [?]

01:30 | 19/07/2018

O São Paulo venceu o Flamengo por 1 a 0 na noite desta quarta-feira, em pleno Maracanã, mas ganhou problemas para o clássico contra o Corinthians, previsto para este sábado, às 21 horas (de Brasília), no Morumbi. Titulares da equipe, o goleiro Sidão e o meia-atacante Everton, autor do gol da vitória, foram advertidos com cartão e cumprirão suspensão pelo acúmulo de três amarelos.

Ambos levaram o cartão por questões disciplinares. Ainda no primeiro tempo, Everton retardou cobrança de falta no campo de defesa e foi advertido. Já Sidão, nos minutos finais da partida, com o Tricolor à frente no placar, se desentendeu com Lucas Paquetá e também recebeu o amarelo.

A dupla fazia parte de uma lista de oito jogadores pendurados na partida contra o Rubro-Negro, líder do Campeonato Brasileiro. Ao menos Arboleda, Militão Jucilei, Hudson, Nenê e Liziero deixaram o campo sem advertências.

?Eu falei com os jogadores sobre a situação complicada com tantos pendurados, mas que não podíamos perder a agressividade. Precisávamos ganhar. Deixar de dar o máximo era perigoso. São coisas que acontecem. A saída de alguns dá oportunidade para outros?, disse o técnico Diego Aguirre, em entrevista coletiva.

Quem também não enfrentará o Corinthians é Araruna, expulso no fim do duelo. Primeiro, o volante foi amarelado por entrar em campo sem autorização do juiz. Depois, recebeu o vermelho por falta dura em Renê.

Além do trio de desfalques, Jucilei deixou a partida aos 31 minutos do primeiro tempo com dores musculares e preocupa para o clássico. Assim como o estreante Joao Rojas, que fez o cruzamento para o gol de Everton na etapa final.

?Normalmente não falo da arbitragem, mas o Araruna foi expulso, tivemos um pênalti claro com bola na mão. Talvez ele tenha sentido a pressão da torcida do Flamengo, mas não gostei. Não costumo falar, mas não gostei?, concluiu, analisando a atuação do juiz Paulo Roberto Alves Júnior, do Paraná.

Gazeta Esportiva

TAGS