PUBLICIDADE
Esportes

Aguirre lamenta gol perdido por Nenê no 1 a 0: ?Você não faz e toma?

O tom da entrevista do técnico do São Paulo, Diego Aguirre, após a derrota por 2 a 1 para o Grêmio na noite desta quinta-feira foi de lamentação. O treinador uruguaio disse que sua equipe foi castigada após ter desperdiçado chance clara de abrir 2 a 0 no placar do duelo disputado em Porto Alegre. [?]

23:30 | 26/07/2018

O tom da entrevista do técnico do São Paulo, Diego Aguirre, após a derrota por 2 a 1 para o Grêmio na noite desta quinta-feira foi de lamentação. O treinador uruguaio disse que sua equipe foi castigada após ter desperdiçado chance clara de abrir 2 a 0 no placar do duelo disputado em Porto Alegre.

No lance em questão, aproveitando rápido contra-ataque aos 45 minutos do primeiro tempo, Diego Souza recebeu livre na direita e tocou por cima para Nenê na entrada da pequena área. O meia bateu de chapa, mas viu Kannemann tirar a bola praticamente em cima da linha. Pouco depois, aos 47, Everton empatou para o Grêmio.

Antes disso, o São Paulo abriu o placar logo aos três minutos de jogo com Diego Souza, após lambança de Geromel. Na etapa complementar, o time da casa dominou e chegou ao gol da virada aos 15 minutos, de novo com Everton, que, assim como no empate, cortou Militão e bateu no canto de Sidão.

?Tivemos uma chance clara de fazer o 2 a 0 no final do primeiro tempo, que poderia ter sido o gol da vitória. Futebol é assim: você não faz e toma. Isso nos desestabilizou um pouco. É assumir a derrota e já pensar no que vem pela frente?, resignou-se Aguirre.

Diego Aguirre também falou sobre a proposta de jogo do Tricolor paulista, que, em determinados momentos da partida teve apenas 21% da posse de bola ? o Grêmio terminou com 64%. A aposta em contra-ataques no segundo tempo não surtiu efeito, e o São Paulo acabou sofrendo a virada.

?A posse de bola não é uma coisa que necessariamente marca uma superioridade. Na Copa do Mundo, a França foi campeã e todos os times tinham mais posse. É verdade que algumas vezes perdemos a bola muito rápido e não deu para controlar um pouco mais o jogo?, avaliou.

?Mas nós jogamos assim, somos um time de pressão, de resposta. Até agora as coisas vêm saindo bem e está dentro do possível perder um jogo fora de casa. Temos que aprender e continuar trabalhando para tentar ganhar o próximo jogo?, acrescentou.

Com o revés, que encerra uma série invicta de cinco jogos, o São Paulo segue no segundo lugar do Campeonato Brasileiro, com 29 pontos, dois a menos do que o líder Flamengo. O próximo compromisso será diante do Cruzeiro, no domingo, em Belo Horizonte.

?Foi um bom jogo, começamos bem, mas temos de continuar. Estamos numa boa posição, lutando pelos primeiros lugares. Não dá tempo para lamentar muito porque domingo temos outro jogo e temos que focar em tentar ganhar?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS