PUBLICIDADE
Esportes

Marcos Guilherme explica saída do São Paulo: ?Outras propostas?

Após se despedir do São Paulo no último domingo, dia seguinte à derrota por 3 a 1 para o Palmeiras, Marcos Guilherme ainda tenta explicar sua saída do clube. De acordo com o atacante, que estava emprestado até 30 de junho, propostas de outras agremiações influenciaram na resposta negativa do Atlético-PR, que recusou uma oferta [?]

17:30 | 04/06/2018

Após se despedir do São Paulo no último domingo, dia seguinte à derrota por 3 a 1 para o Palmeiras, Marcos Guilherme ainda tenta explicar sua saída do clube. De acordo com o atacante, que estava emprestado até 30 de junho, propostas de outras agremiações influenciaram na resposta negativa do Atlético-PR, que recusou uma oferta do Tricolor no valor de 2 milhões de euros (cerca de R$ 8,7 milhões) por 50% dos direitos econômicos do atleta.

?O mais simples e correto seria isso (ficar no São Paulo). Mas envolve muitas outras coisas, parte financeira, aquilo que o Atlético-PR quer. Envolve outras pessoas, outros clubes, outras propostas. Por isso não ocorreu um acordo?, explicou o jogador, em entrevista ao canal Sportv, nesta segunda-feira.

Além de dinheiro, o clube do Morumbi ofereceu o jovem meia Shaylon por empréstimo de seis meses ao Furacão na tentativa de segurar Marcos Guilherme ao menos até o fim de 2018. Os paranaenses, contudo, se mantiveram irredutíveis, já que não aceitam menos de 3 milhões de euros (cerca de R$ 13 milhões) por seu jogador.

?Eu tive por dentro da negociação em todo momento. Desde o momento que cheguei fui muito participativo de tudo o que estava acontecendo, tentei de alguma forma ajudar na negociação. Mas, infelizmente, tem coisas que não estão ao meu alcance?, lamentou.

Ao entrar em campo para disputar o Choque-Rei no último sábado, Marcos Guilherme atingiu o limite de seis jogos por equipe no Brasileirão. Assim, ele ainda pode atuar por outro time no torneio, inclusive pelo Atlético-PR, embora a vontade do clube seja negociá-lo em definitivo.

?Se tiver que voltar ao Atlético-PR, voltarei de cabeça erguida, com toda a disposição que sempre tive. É o clube que me projetou para o futebol. Tenho um carinho enorme pelo Atlético-PR?, afirmou.

De qualquer forma, Marcos Guilherme partirá nesta segunda-feira para Curitiba a fim de analisar as propostas e, enfim, definir o seu futuro. ?Creio que, se não for no Atlético-PR, tem aparecido coisas interessantes. Neste primeiro momento, quero voltar para minha casa, receber o carinho da minha família, ver as propostas e a melhor opção?, disse o jogador, que prosseguiu.

?Vou sentar agora, estudar a melhor situação. São várias coisas que interferem, não somente dinheiro e carreira. Agora tem um molequinho (seu filho) que depende disso. São várias questões de objetivos de careira. É uma decisão difícil, que leva um tempinho para decidir?, analisou.

Marcos Guilherme disputou um total de 49 partidas e marcou nove gols com a camisa tricolor. Nesse período, ele entrou para o seleto grupo de cinco jogadores que realizaram 43 jogos consecutivos desde a estreia.

?Não é fácil focar no futebol, com todas essas questões, de onde você vai morar, onde vai jogar. Mas me sinto orgulhoso de ter vestido a camisa do São Paulo e ter entregado aquilo que eu pude?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS