PUBLICIDADE
Esportes

Presidente do Santos explica demissões de gerente, auxiliar e analista

O presidente do Santos, José Carlos Peres, diz que a questão financeira foi preponderante para a dispensa do gerente administrativo Sérgio Dimas e as demissões do auxiliar Eudes Pedro e do analista de desempenho Lucas Matheus, antecipadas pela Gazeta Esportiva.  ?Dimas não teve o contrato renovado. Eudes era remanescente da equipe do Cuca e nos ajudou [?]

18:45 | 11/01/2019

O presidente do Santos, José Carlos Peres, diz que a questão financeira foi preponderante para a dispensa do gerente administrativo Sérgio Dimas e as demissões do auxiliar Eudes Pedro e do analista de desempenho Lucas Matheus, antecipadas pela Gazeta Esportiva. 

?Dimas não teve o contrato renovado. Eudes era remanescente da equipe do Cuca e nos ajudou muito nesta transição. Grande profissional e irá encontrar recolocação muito em breve. Dois analista, ficamos com o necessário: apenas um. Isso sem contar o do próprio Sampaoli. O Santos tem que caminhar agora bastante enxuto. Não dá para arrecadar 8 (milhões de reais) e gastar 12, 13, 15? ?, disse Peres, à Gazeta Esportiva.

Enquanto isso, o Peixe quitou direito de imagem e férias atrasados ao elenco. O Alvinegro busca diminuir os gastos para manter os compromissos em dia e trazer reforços ao técnico Jorge Sampaoli.

Sem novidades no plantel, o Santos terá o primeiro compromisso da temporada no domingo, em amistosos contra o Corinthians em Itaquera. A estreia oficial ocorrerá diante da Ferroviária, dia 19, na Vila Belmiro, na primeira rodada do Campeonato Paulista.

 

Gazeta Esportiva

TAGS