Preocupado com estoque, Santos limita retirada de material esportivoSantos Futebol Clube | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Preocupado com estoque, Santos limita retirada de material esportivo

O presidente José Carlos Peres emitiu uma segunda portaria nesta semana para limitar a retirada de material esportivo no Santos, fabricado pela Umbro. Na decisão anterior, o mandatário centralizou as informações oficiais do Peixe.  Qualquer pedido de material tem que ter a assinatura do presidente na solicitação ? ou de alguém indicado por ele. Dessa forma, [?]

13:30 | 13/11/2018

O presidente José Carlos Peres emitiu uma segunda portaria nesta semana para limitar a retirada de material esportivo no Santos, fabricado pela Umbro. Na decisão anterior, o mandatário centralizou as informações oficiais do Peixe. 

Qualquer pedido de material tem que ter a assinatura do presidente na solicitação ? ou de alguém indicado por ele. Dessa forma, a ideia é diminuir a perda desnecessária de estoque no dia a dia.

A medida não foi bem recebida por parte dos funcionários do CT Rei Pelé. Eles entendem que Peres não é acessível e a burocracia dificultará decisões urgentes, como uma camisa para um evento qualquer, por exemplo.

?Regulamenta o procedimento para solicitação de material esportivo e dá outras providências. O Presidente do Santos Futebol Clube, Sr. José Carlos Peres, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Estatuto Social, considerando que o quantitativo (estoque) de material esportivo do Clube é anual e limitado. Considerando a necessidade de regulamentação e controle do procedimento para solicitação de material esportivo; Resolve:

1) A solicitação de material esportivo deverá ser realizada, única e exclusivamente, mediante autorização prévia do Presidente do Comitê Gestor ou alguém por ele designado.

2) As regras acima determinadas se aplicam aos funcionários e colaboradores lotados na sede do Clube (Estádio Urbano Caldeira), Centros de Treinamento (Rei Pelé e Meninos da Vila) e Business Center em São Paulo.

3) Os atos praticados contra as disposições desta Portaria serão considerados ineficazes e de nenhuma validade, sujeitando os infratores a eventuais sanções disciplinares.

4) Cientificar todos os Departamentos e colaboradores?

Gazeta Esportiva

TAGS