Gabigol vê ?chances pequenas? de ficar e faz alerta ao SantosSantos Futebol Clube | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Gabigol vê ?chances pequenas? de ficar e faz alerta ao Santos

Gabigol não deve vestir a camisa do Santos em 2019. O contrato com o Peixe é válido apenas até o final deste ano, e o atacante não acredita que a Inter de Milão-ITA, dona de seus direitos econômicos, vai aprovar um novo empréstimo. ?Sou bem sincero, as chances são muito pequenas?, afirmou o camisa 10, [?]

07:15 | 25/11/2018

Gabigol não deve vestir a camisa do Santos em 2019. O contrato com o Peixe é válido apenas até o final deste ano, e o atacante não acredita que a Inter de Milão-ITA, dona de seus direitos econômicos, vai aprovar um novo empréstimo.

?Sou bem sincero, as chances são muito pequenas?, afirmou o camisa 10, ao canal Premiere, após a vitória por 3 a 2 sobre o Atlético-MG, na noite do último sábado, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro.

Como levou o terceiro cartão amarelo por tirar a camisa na comemoração de seu gol, o atacante está fora do duelo com o Sport, no próximo domingo, na Ilha do Retiro, pela 38ª e última rodada do torneio nacional.

?Não sei se foi minha despedida, mas creio que foi muito emocionante fazer um gol, porque essa é minha casa. Não vou jogar (o próximo jogo), mas vou estar junto com meus companheiros. Estou feliz com a torcida e por vestir a camisa do Santos?, celebrou.

Aos 22 anos, o jogador voltou ao Santos no começo de 2018 após uma passagem apagada pela Europa. Artilheiro do time na temporada com 27 gols, ele recuperou o bom futebol no Brasil, sobretudo após a chegada de Cuca no clube da Baixada, em julho.

?É o melhor (ano) da minha carreira em números. Coloquei em prática aqui o que aprendi lá fora. Foi um ano maravilhoso. O Cuca é um cara maravilhoso, foi o melhor que trabalhei na carreira. Um cara boleiro, que entende os jogadores. Chegou e mudou a autoestima do Santos. A gente poderia ter caído, mas ele recuperou o time no geral?, avaliou, antes de fazer um alerta ao clube pelo qual foi revelado.

?Analisando um contexto geral, o Santos precisa melhorar fora de campo. Espero que o Renato (executivo de futebol) possa ajudar os jogadores. Temos um grande grupo. Se eu não ficar, espero que eles sejam muito felizes?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS