Apesar de atuar mais vezes no Pacaembu, Santos tem pior média de públicoSantos Futebol Clube | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Apesar de atuar mais vezes no Pacaembu, Santos tem pior média de público

Quando eleito no final de 2017 para ser o presidente do Santos, José Carlos Peres prometeu que o Peixe jogaria mais vezes no estádio do Pacaembu. Talvez essa tenha sido uma das poucas promessas cumpridas pelo mandatário. De fato, a equipe atuou em 22 oportunidades na capital paulista. No entanto, a média de público acabou [?]

07:30 | 30/11/2018

Quando eleito no final de 2017 para ser o presidente do Santos, José Carlos Peres prometeu que o Peixe jogaria mais vezes no estádio do Pacaembu. Talvez essa tenha sido uma das poucas promessas cumpridas pelo mandatário. De fato, a equipe atuou em 22 oportunidades na capital paulista. No entanto, a média de público acabou sendo inferior ao ano passado.

Em 2018, o Santos levou em média 11.231 torcedores pagantes em 33 jogos como mandante, somando a Vila Belmiro e o Pacaembu. No estádio municipal, o público acabou deixando a desejar. Em 12 jogos, 18.190 compareceram em média, representando 48% de ocupação média do estádio. Na Baixada Santista, são apenas 7.254, em 22 jogos, totalizando 45% da capacidade atual do Urbano Cadeira.

Santos pretende ter 60% dos jogos de 2019 no Pacaembu

No ano passado, o Alvinegro Praiano conseguiu levar mais gente nos dois estádios. Foram 22.682 no Pacaembu em oito jogos, 60% da capacidade total, e 8.264, com 25 partidas, 51% da capacidade da Vila. A média de público total representou pequena vantagem: 11.759 pagantes em média.

Para o próximo ano, a tendência deve se manter. Assim, o Santos alternará suas partidas como mandante na Vila e no Pacaembu. Agora, o desafio para a diretoria do Alvinegro Praiano será melhorar a média dessa temporada.

O último compromisso do Santos no ano será fora de casa, na Ilha do Retiro, em Pernambuco, contra o Sport, no domingo, dia 2, às 17h (de Brasília), pelo Brasileirão.

Gazeta Esportiva