Cuca confirma Bambu titular e pede compreensão no SantosSantos Futebol Clube | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Cuca confirma Bambu titular e pede compreensão no Santos

Robson Bambu tem contrato com o Santos até o dia 10 de novembro, pré-acordo assinado com o Atlético-PR e está na mira do Corinthians. Mesmo assim, será titular diante do Fluminense neste sábado, às 16h30 (de Brasília), pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. O técnico Cuca confirmou a presença do zagueiro em entrevista coletiva e [?]

12:15 | 26/10/2018

Robson Bambu tem contrato com o Santos até o dia 10 de novembro, pré-acordo assinado com o Atlético-PR e está na mira do Corinthians. Mesmo assim, será titular diante do Fluminense neste sábado, às 16h30 (de Brasília), pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O técnico Cuca confirmou a presença do zagueiro em entrevista coletiva e pediu compreensão da torcida do Peixe presente no estádio. A dupla de defesa será Bambu e Lucas Veríssimo, já que Gustavo Henrique e Luiz Felipe estão suspensos.

?Vai jogar. Funcionário do clube, atleta da posição. Não farei improviso tendo jogador de confiança minha e dos companheiros. Houve problema, estamos cansados de falar, não há certo ou errado. Destino criou isso. Não era utilizado frequentemente, quando eu cheguei foi utilizado com necessidade. Santos tinha preparado outros, não via grande potencial e coisas mudaram. Empresário buscou outro caminho e nesse meio-tempo se tornou peça importante. Não podemos crucificar ele, empresário ou Santos, que tinha outra mentalidade. Vai nos servir até o final do campeonato dele. Está bem trabalhado, que faça grande jogo e que o torcedor entenda que é nosso jogador?, disse Cuca.

Antes mesmo de ganhar sequência no time titular do Santos, como já vivia seus últimos seis meses de compromisso formal com o clube praiano, o jogador topou assinar um pré-contrato com o Atlético-PR.

A multa para a quebra desse acordo com os paranaenses foi estipulada em R$ 2,8 milhões. O valor pode ser considerado baixo pelo mercado por se tratar de uma promessa. Mesmo assim, a cúpula santista não está, ao menos por enquanto, disposta a arcar com a despesa para ficar com o atleta oriundo de suas próprias categorias de base.

José Carlos Peres, mandatário santista, aposta que pode vencer essa queda de braço na justiça desportiva, junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), com a alegação de que Bambu assinou apenas um único contrato profissional em sua carreira, esse feito com o Santos, o que daria a preferência ao clube da Baixada nas negociações. Bastaria o Peixe igualar qualquer proposta oficial alheia.

O problema, no entanto, envolve uma questão subjetiva. Que o primeiro contrato profissional de Robson Bambu foi assinado com o Santos não há dúvida. Porém, houve uma renovação no meio desse curso, que alterou salário e data de vencimento do vínculo. Se esse último documento for interpretado como um segundo contrato, e a chance é real de ser, o plano santista irá por água abaixo.

Ciente da situação e interessado no jogador está o Corinthians. O clube do Parque São Jorge monitora o imbróglio envolvendo o zagueiro e já sinalizou que pode pagar a multa de R$ 2,8 milhões.

O Santos tomou conhecimento da concorrência por meio do Atlético-PR, com quem a diretoria corintiana tem tratado diretamente. O fato do Furacão deter um pré-contrato assinado e o atual vínculo do zagueiro com o Santos estar a 15 dias de terminar fizeram com que a cúpula do Corinthians não procurasse pelos dirigentes santistas.

O elenco do alvinegro da capital conta com Henrique, Léo Santos, Pedro Henrique, Marllon e Vilson para a zaga, e é inegável que a saída de Balbuena ainda gera desconfortos para a equipe.

Caso nenhuma das tratativas vinguem, o Atlético-PR pretende aproveitar Robson Bambu em seu grupo para a próxima temporada, principalmente em função da aposentadoria iminente de Paulo André.

Jair Ventura, atual técnico do Timão, foi responsável pela estreia de Bambu no time profissional do Santos, durante o Campeonato Paulista. Foram três oportunidades dadas. Mas foi com Cuca que o jogador ganhou sequência. À época já acertado com o Atlético-PR, Bambu fez oito jogos pelo Campeonato Brasileiro, sete deles como titular, além de ter entrado em uma partida da Copa Libertadores da América.

Desde então, as propostas colocadas à mesa pelo Santos foram todas recusadas. Contrato de três anos e salário de R$ 70 mil, oferecidos, não convenceram a Robson Bambu e seu empresário, comprometidos com o Rubro-Negro do Paraná.

Gazeta Esportiva

TAGS