Santos avalia racismo de torcida do Independiente e deve acionar ConmebolSantos Futebol Clube | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Santos avalia racismo de torcida do Independiente e deve acionar Conmebol

Em meio ao caso Carlos Sánchez e a suposta escalação irregular, o Santos avalia uma prática racista cometida pela torcida do Independiente-ARG no empate em 0 a 0 na última terça-feira, em Avellaneda, pela ida das oitavas de final da Libertadores. O Peixe recebeu denúncias de torcedores presentes na decisão e deve acionar a Conmebol [?]

16:15 | 22/08/2018

Em meio ao caso Carlos Sánchez e a suposta escalação irregular, o Santos avalia uma prática racista cometida pela torcida do Independiente-ARG no empate em 0 a 0 na última terça-feira, em Avellaneda, pela ida das oitavas de final da Libertadores.

O Peixe recebeu denúncias de torcedores presentes na decisão e deve acionar a Conmebol (veja um vídeo abaixo). O artigo 14 do regulamento de competições da confederação prevê punição por discriminação.

?Se as circunstâncias particulares de um caso o exigir, os órgãos judiciais competentes poderão impor sanções adicionais à Associação Membro ou clube responsável, como jogar uma ou mais partidas de portas fechadas, a proibição de jogar uma partida em um estádio determinado, a concessão da vitória do jogo pelo resultado que se considere, a dedução de pontos ou a

desclassificação da competição?.

O caso de racismo de alguns torcedores do Independiente é recorrente. O clube argentino chegou a pedir desculpas em nota oficial aos flamenguistas por ato semelhante na final da Copa Sul-Americana em 2017. O mesmo ocorreu com gremistas neste ano. 

Santos e Independiente travam uma batalha extracampo. A Conmebol pode punir o Peixe por utilizar Carlos Sánchez com uma derrota por 3 a 0. A partida de volta será na próxima terça-feira, no Pacaembu.

Gazeta Esportiva

TAGS