PUBLICIDADE
Esportes

Presidente do Santos reforça respaldo para Ricardo Gomes e vê Luxemburgo ?difícil?

O presidente do Santos, José Carlos Peres, reforçou em entrevista à Gazeta Esportiva o discurso de ?carta branca? para o executivo de futebol Ricardo Gomes na definição do substituto do técnico Jair Ventura. ?Sem dúvida a decisão será do Ricardo Gomes, que é um excelente profissional?, resumiu Peres, em rápido contato com a reportagem. Na [?]

06:15 | 29/07/2018

O presidente do Santos, José Carlos Peres, reforçou em entrevista à Gazeta Esportiva o discurso de ?carta branca? para o executivo de futebol Ricardo Gomes na definição do substituto do técnico Jair Ventura.

?Sem dúvida a decisão será do Ricardo Gomes, que é um excelente profissional?, resumiu Peres, em rápido contato com a reportagem.

Na sequência, o presidente foi questionado sobre Vanderlei Luxemburgo. Houve uma reunião com o treinador na última sexta-feira e o nome do experiente profissional ganhou força por causa da pressão de parte da diretoria e de muitos conselheiros de Santos. Peres, porém, esfriou os ânimos.

?Difícil ser o Luxemburgo?, cravou. Em entrevista ao ?Diário do Peixe?, Vanderlei mostrou otimismo e já fez planos para o comando do time no que seria a quinta passagem.

?Se der certo, eu vou colocar esse time para voar. Esse ataque do Santos é ótimo. Dá para carimbar uma Copa dessas. Quero fazer um trabalho em alto nível e me aposentar. Vou mostrar que o pessoal ainda tem de respeitar o velho?, disse o treinador.

A primeira opção de Ricardo Gomes é Zé Ricardo, ex-Flamengo e Vasco. Acertado, o técnico aguarda no Rio de Janeiro desde terça-feira por uma resposta santista. A alternativa para corresponder aos anseios da maior parte dos dirigentes é Juan Carlos Osorio, de saída da seleção mexicana. O colombiano, porém, ainda não disse sim ou não para a oferta. Dorival Júnior está praticamente descartado.

A primeira sinalização de Osorio foi positiva, mas há outras propostas e ele está de férias na Colômbia. O clube aceita esperar alguns dias se houver o interesse da parte dele. Os salários seriam de cerca de R$ 600 mil.

Enquanto não tem um substituto para Jair, o Santos será comandado pelo preparador de goleiros Arzul neste domingo, contra o América-MG, às 19h (de Brasília, na Vila Belmiro, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. O técnico interino Serginho Chulapa foi expulso no empate em 1 a 1 com o Flamengo.

Gazeta Esportiva

TAGS