PUBLICIDADE
Esportes

Jair avalia jogo como morno e espera por ?reposições?

Jair Ventura acredita em melhora com as ?reposições?

23:00 | 22/07/2018

O técnico Jair Ventura não gostou do empate do Santos contra a Chapecoense, na noite deste domingo, na Arena Condá. Para o treinador, faltou à sua equipe desempenhar um futebol um pouco menos burocrático na casa do adversário, fugindo do jogo morno proposto pelos catarinenses.

?Criamos pouco, jogo muito morno e, nas poucas chances que tivemos, não concluímos da melhor maneira. Entramos no jogo morno da Chape, sabemos da dificuldade de jogar aqui, onde eles estão invictos, mas poderíamos ter feito um pouco a mais?, disse, sem ver um possível vencedor pelo desempenho apresentado.

?Eles chegaram em muitos cruzamentos e escanteios. Resultado não é bom para o Santos, empatar nunca vai ser bom pela grandeza do clube. Respeitamos a Chape, mas o Santos é gigante e não pode jogar pensando em empatar. A gente busca sempre o equilíbrio. Todos os times do mundo querem jogar bem os dois tempos, mas nem sempre é possível?, explicou.

Para o comandante, agora é o momento de o clube se adaptar o mais rápido à chegada das contratações idealizadas. Ou melhor: reposições. Além do meia Bryan Ruiz, que desembarcou no Brasil neste domingo e integra o elenco na segunda-feira, os meio-campistas Carlos Sánchez e Derlis Gonzáles também deve reforçar o Peixe.

?Nós e os reforços que estão chegando podemos reverter essa situação para o Santos. Reforços, não. Reforços seriam se eu tivesse o mesmo grupo do ano passado. Saíram 23 jogadores e chegaram três, então são apenas reposições?, continuou Jair, sendo complacente com a demora na chegada de nomes.

?Isso está sendo feito agora porque agora? Vão falar: ?Pô, agora, no mês 7??. É, o Santos viveu mudança de três pilares, na direção, no corpo técnico, no elenco. Nessa mudança de gestão nosso presidente teve de quitar todas as dívidas passadas, por isso demorou?, concluiu.

 

Gazeta Esportiva

TAGS