PUBLICIDADE
Esportes

Bar acusa presidente do Santos de calote em festa por vitória na eleição

O Bar Básico, em Santos, acusa o presidente José Carlos Peres de calote em festa pela vitória na eleição de dezembro de 2017. Um dos sócios do espaço é Sidney Garcia, conselheiro do Peixe. De acordo com o processo obtido pela Gazeta Esportiva, o estabelecimento cobra R$ 7.750 de Peres de um total de R$ [?]

07:00 | 14/07/2018

O Bar Básico, em Santos, acusa o presidente José Carlos Peres de calote em festa pela vitória na eleição de dezembro de 2017. Um dos sócios do espaço é Sidney Garcia, conselheiro do Peixe.

De acordo com o processo obtido pela Gazeta Esportiva, o estabelecimento cobra R$ 7.750 de Peres de um total de R$ 15.500. A outra metade teria sido paga pelo vice-presidente Orlando Rollo.

O presidente Peres nega a acusação e diz que o evento foi organizado por Rollo. O conselheiro afirma que já tentou receber essa quantia de ?todas as formas amigáveis?.

?Essa despesa não foi minha em momento algum. Fui convidado a essa comemoração e lá permaneci por uma hora no máximo e fui embora. Tenho testemunhas de que fui convidado, eles estavam comigo e hesitei em ir. Quem contratou essa festa foi o Orlando Rollo?, disse Peres, à reportagem.

José Carlos Peres e Orlando Rollo estão rachados politicamente. O presidente responde a dois pedidos de impeachment e o vice discorda de algumas ações do mandatário.

Gazeta Esportiva

TAGS