PUBLICIDADE
Esportes

Após ficar fora em 2018, Vanderlei sonha em disputar a Copa no Catar

Antes do início da Copa do mundo, o goleiro Vanderlei era um dos preferidos para estar entre os goleiros brasileiro na competição. No entanto, o arqueiro santista ficou de fora da lista, que ficou composta por Alisson, Ederson e Cássio. Mesmo tendo sido preterido pelo técnico Tite, o jogador afirmou não ter ficado sentido com [?]

23:15 | 15/07/2018

Antes do início da Copa do mundo, o goleiro Vanderlei era um dos preferidos para estar entre os goleiros brasileiro na competição. No entanto, o arqueiro santista ficou de fora da lista, que ficou composta por Alisson, Ederson e Cássio. Mesmo tendo sido preterido pelo técnico Tite, o jogador afirmou não ter ficado sentido com a sua ausência na convocação.

?Deus sabe das coisas. não era pra ser assim. Não foi dessa vez  e a Seleção também estava bem servida na posição. Infelizmente o Hexa não veio mas estaremos torcendo para que na próxima Copa de tudo certo?, afirmou o goleiro em entrevista exclusiva ao programa Mesa Redonda, da TV Gazeta.

Mesmo não tendo a oportunidade de demonstrar a sua qualidade com a camisa da Seleção Brasileira, o goleiro de 34 anos não tem descartada a ideia de quem sabe defender as cores do Brasil daqui quatro anos, na Copa do Mundo no Catar.

?É óbvio que tenho chances ainda. Agora começa um novo ciclo. Um novo trabalho para a próxima Copa do Mundo. Tenho que estar bem no clube, buscar fazer o melhor trabalho, em todos os campeonatos estar se destacando que a chance aumenta. Pelo menos de ter a chance de ser observado na Seleção?, garantiu o goleiro.

No entanto, para seguir sonhando com a sua convocação, Vanderlei deve apresentar atuações tão boas quanto às que vinha apresentando antes, agora neste retorno do Campeonato Brasileiro. Para isso, o arqueiro acredita que o período de preparação durante a pausa para a Copa foi importante para que o Santos retorne com um futebol mais consistente para esse segundo semestre.

?A pausa foi boa. A gente vinha numa maratona de jogos pela própria Copa do Mundo. Tivemos semana que fizemos até três jogos. Então esse descanso foi importante e também pela preparação, pro Jair ajustar alguns ponto que ele achava importante para estarmos bem contra o Palmeiras, que é o nosso principal objetivo.

 

 

Gazeta Esportiva

TAGS