PUBLICIDADE
Esportes

Rollo compara Santos ao exército e diz que respeita o general Peres

Nos bastidores, todos sabem da relação ruim entre o presidente José Carlos Peres e o vice-presidente Orlando Rollo no Santos. Publicamente, porém, os dois adotam discurso mais cauteloso, sem esconder as diferenças. Em reunião do Conselho Deliberativo na noite desta quinta-feira, na Vila Belmiro, os dirigentes foram questionados sobre as divergências. E colocaram panos quentes [?]

08:15 | 08/06/2018

Nos bastidores, todos sabem da relação ruim entre o presidente José Carlos Peres e o vice-presidente Orlando Rollo no Santos. Publicamente, porém, os dois adotam discurso mais cauteloso, sem esconder as diferenças.

Em reunião do Conselho Deliberativo na noite desta quinta-feira, na Vila Belmiro, os dirigentes foram questionados sobre as divergências. E colocaram panos quentes na história.

?Sobre a minha relação com o vice, é normal. O vice sempre quer espaço para trabalhar e às vezes não é possível. É jovem, quer trabalhar?. Relação é respeitada. Ele nunca levantou a voz para mim, pelo contrário, sempre houve respeito. Isso aí é muito fofoca. Não tem fim?, disse Peres.

?Ficaram todos em silêncio para a resposta? Nunca brigamos efetivamente, temos divergências. Presidente segue linha de pensamento, eu sigo outra. Por muitas vezes me sinto desmotivado. Entretanto, no exército quem manda é o general. Coronel obedece. Eu respeito as ordens do general. Comitê de Gestão tem regime presidencialista, não vice-presidencialista. Vontades do presidente prevalecem e eu respeito muito?, afirmou Rollo.

Orlando Rollo foi presidente interino na semana passada, quando José Carlos Peres foi à Inglaterra para chefiar a delegação da seleção brasileira. O vice teve dois atos que fogem da rotina de Peres: se reuniu com elenco, comissão técnica e torcedores organizados no CT Rei Pelé e entrou com uma ação por torcida visitante na Arena da Baixada, contra o Atlético-PR.

Na última segunda-feira, Rollo protocolou um documento no Conselho Deliberativo para tirar dúvidas sobre uma possível licença do cargo. A decisão, porém, ainda não foi tomada pelo vice-presidente.

Gazeta Esportiva

TAGS