PUBLICIDADE
Esportes

Rodrygo quer reeditar parceria com Lucas Lourenço, mas pede cautela

Rodrygo e Lucas Lourenço jogam juntos desde os 10 anos de idade. A parceria foi eficaz entre o sub-11 e o sub-17. E na promoção do atacante ao elenco profissional do Santos, o meia ficou mais distante. Enquanto Rodrygo se firmou e é titular absoluto, Lucas Lourenço bateu e voltou. Agora, depois de se destacar [?]

15:30 | 05/06/2018

Rodrygo e Lucas Lourenço jogam juntos desde os 10 anos de idade. A parceria foi eficaz entre o sub-11 e o sub-17. E na promoção do atacante ao elenco profissional do Santos, o meia ficou mais distante.

Enquanto Rodrygo se firmou e é titular absoluto, Lucas Lourenço bateu e voltou. Agora, depois de se destacar no Mundial sub-17, o maior garçom do raio na base pode ganhar nova chance com o técnico Jair Ventura.

Rodrygo está ansioso para voltar a jogar com o amigo de infância, porém, pede cautela. Como o Peixe sofre com a ausência de um meia, a responsabilidade sobre o jogador de 17 anos pode ser impiedosa.

?Eu jogo junto desde os 10 anos, mesmo no São Paulo, contra. Todos falavam que tínhamos que jogar juntos. Temos entrosamento muito bom. Pode ajudar, sim, mas criam pressão sobre ele, que tem que subir, pode não dar conta do recado, que é normal. Vão falar que o moleque não presta? Eu passei por isso. Tem que ter cuidado. Pode ajudar a gente, mas tem que ter calma?, disse Rodrygo, em entrevista coletiva nesta terça-feira, no CT Rei Pelé.

Lucas Lourenço esteve entre os profissionais nas primeiras semanas de 2018, mas acabou devolvido à base por Jair. O técnico, que o testou até como lateral-direito, viu o Menino da Vila sem a estrutura física suficiente para competir com os mais velhos.

Lourenço ficou com o grupo principal por pouco mais de um mês, foi relacionado para três partidas do Campeonato Paulista, mas não estreou. De volta ao sub-17, seguiu como destaque no time dirigido por Luciano Santos. A equipe foi eliminada na primeira fase do Mundial na Espanha.

Gazeta Esportiva

TAGS