PUBLICIDADE
Esportes

Pressionado, Santos aposta em vendas e investidores por reforços

O Santos tem aproveitamento de 45% em 2018 e está na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. O técnico Jair Ventura está pressionado e o Peixe entende que o maior problema está na falta de boas opções no elenco. A situação financeira do clube, porém, atrapalha a busca por reforços. O alvinegro gastou tudo em [?]

06:15 | 01/06/2018

O Santos tem aproveitamento de 45% em 2018 e está na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. O técnico Jair Ventura está pressionado e o Peixe entende que o maior problema está na falta de boas opções no elenco. A situação financeira do clube, porém, atrapalha a busca por reforços.

O alvinegro gastou tudo em dívidas urgentes e no dinheiro necessário para colocar salários e premiações do elenco em dia. Agora, está zerado. Não há qualquer poder de investimento. Nem para opções desconhecidas no mercado.

Diante desse cenário, o Santos aposta em dois fatores para conseguir trazer caras novas no segundo semestre, depois da Copa do Mundo: venda de jogadores do elenco e apoio de investidores. 

O Peixe quer negociar atletas que não são unanimidade para fazer caixa e poder contratar quem possa ser titular. São os casos de Daniel Guedes, Jean Mota, Vecchio e Copete, por exemplo. Lucas Veríssimo, bem conceituado no elenco, é outro que deve sair. Recentemente, o zagueiro trocou de empresário visando melhores propostas.

O alvinegro cogitou aliviar os cofres com Rodrygo. O Barcelona aumentou a proposta e ofereceu 30 milhões de euros (R$ 130 milhões) pelos 80% direitos econômicos do clube. A ideia dos espanhóis era garantir a compra e tê-lo apenas em 2020. A resposta foi ?não?.

Sobre os investidores, o Santos tem conversado com alguns empresários. Um deles é Delcir Sonda, do Grupo DIS. O agente tem ótimo relacionamento com o presidente José Carlos Peres e está disposto a repassar atletas promissores, de até 23 anos, ao Peixe.

Outros dois empresários e sócios prometeram ao alvinegro a compra de Lucas Zelarayán, do Tigres-MEX. A intenção da dupla é realizar a vontade do meia, de jogar no Santos, e ficar com a representação do atleta no mercado. O argentino também está na mira do Racing e River Plate, da Argentina.

O Peixe quer ao menos quatro reforços: dois meio-campistas e dois atacantes. Além de Zelarayán, Carlos Sanchéz, do Monterrey-MEX, Bryan Ruiz, de saída do Sporting-POR, Paulo Henrique Ganso, do Sevilla-ESP, Thiago Maia, do Lille-FRA, e Favio Álvarez, do Tucumán-ARG, estão na mira.

Gazeta Esportiva

TAGS