PUBLICIDADE
Esportes

Perto do 400º jogo, Renato é exemplo no Santos mesmo na reserva

Renato pode fazer seu 400ª jogo pelo Santos contra o Palmeiras neste sábado, às 19h (de Brasília), no Pacaembu, pela primeira partida da semifinal do Campeonato Paulista. A marca seria um prêmio para a postura exemplar do volante de 38 anos. O ídolo perdeu a vaga de titular para Léo Cittadini, mas não demonstrou qualquer [?]

09:15 | 24/03/2018

Renato pode fazer seu 400ª jogo pelo Santos contra o Palmeiras neste sábado, às 19h (de Brasília), no Pacaembu, pela primeira partida da semifinal do Campeonato Paulista. A marca seria um prêmio para a postura exemplar do volante de 38 anos.

O ídolo perdeu a vaga de titular para Léo Cittadini, mas não demonstrou qualquer insatisfação. Pelo contrário. Ele conversou com o técnico Jair Ventura, entendeu a decisão e seguiu sendo o mesmo na rotina do CT Rei Pelé, treinando com a mesma intensidade e ajudando os mais novos.

Na vitória por 3 a 1 sobre o Nacional, pela Libertadores, na última semana, Renato agradou a Jair por um exemplo dado ao elenco. Ele foi cortado do banco de reservas, mas foi com a delegação para o Pacaembu, participou da roda no vestiário, assistiu ao jogo em camarote e voltou para abraçar os companheiros pela vitória depois do apito final. Victor Ferraz, com dores na coxa direita, nem foi para o estádio e voltou para Santos.

Referência do Peixe, Renato deve ser titular no clássico deste sábado. Cittadini tem dores na coxa e desgaste físico elevado detectado em exames. O meio-campo pode ser formado por Alison, o camisa 8 e Diogo Vitor. Rodrygo e Eduardo Sasha também podem ser poupados.

Jogador mais experiente do alvinegro, Renato tem 399 partidas disputadas, com 32 gols, e títulos brasileiros e estaduais em seu currículo. Ele era o capitão antes de virar opção no banco.

Gazeta Esportiva

TAGS
Perto do 400º jogo, Renato é exemplo no Santos mesmo na reservaSantos Futebol Clube | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes

Perto do 400º jogo, Renato é exemplo no Santos mesmo na reserva

Renato pode fazer seu 400ª jogo pelo Santos contra o Palmeiras neste sábado, às 19h (de Brasília), no Pacaembu, pela primeira partida da semifinal do Campeonato Paulista. A marca seria um prêmio para a postura exemplar do volante de 38 anos. O ídolo perdeu a vaga de titular para Léo Cittadini, mas não demonstrou qualquer [?]

09:15 | 24/03/2018

Renato pode fazer seu 400ª jogo pelo Santos contra o Palmeiras neste sábado, às 19h (de Brasília), no Pacaembu, pela primeira partida da semifinal do Campeonato Paulista. A marca seria um prêmio para a postura exemplar do volante de 38 anos.

O ídolo perdeu a vaga de titular para Léo Cittadini, mas não demonstrou qualquer insatisfação. Pelo contrário. Ele conversou com o técnico Jair Ventura, entendeu a decisão e seguiu sendo o mesmo na rotina do CT Rei Pelé, treinando com a mesma intensidade e ajudando os mais novos.

Na vitória por 3 a 1 sobre o Nacional, pela Libertadores, na última semana, Renato agradou a Jair por um exemplo dado ao elenco. Ele foi cortado do banco de reservas, mas foi com a delegação para o Pacaembu, participou da roda no vestiário, assistiu ao jogo em camarote e voltou para abraçar os companheiros pela vitória depois do apito final. Victor Ferraz, com dores na coxa direita, nem foi para o estádio e voltou para Santos.

Referência do Peixe, Renato deve ser titular no clássico deste sábado. Cittadini tem dores na coxa e desgaste físico elevado detectado em exames. O meio-campo pode ser formado por Alison, o camisa 8 e Diogo Vitor. Rodrygo e Eduardo Sasha também podem ser poupados.

Jogador mais experiente do alvinegro, Renato tem 399 partidas disputadas, com 32 gols, e títulos brasileiros e estaduais em seu currículo. Ele era o capitão antes de virar opção no banco.

Gazeta Esportiva

TAGS
Perto do 400º jogo, Renato é exemplo no Santos mesmo na reservaSantos Futebol Clube | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes

Perto do 400º jogo, Renato é exemplo no Santos mesmo na reserva

Renato pode fazer seu 400ª jogo pelo Santos contra o Palmeiras neste sábado, às 19h (de Brasília), no Pacaembu, pela primeira partida da semifinal do Campeonato Paulista. A marca seria um prêmio para a postura exemplar do volante de 38 anos. O ídolo perdeu a vaga de titular para Léo Cittadini, mas não demonstrou qualquer [?]

09:15 | 24/03/2018

Renato pode fazer seu 400ª jogo pelo Santos contra o Palmeiras neste sábado, às 19h (de Brasília), no Pacaembu, pela primeira partida da semifinal do Campeonato Paulista. A marca seria um prêmio para a postura exemplar do volante de 38 anos.

O ídolo perdeu a vaga de titular para Léo Cittadini, mas não demonstrou qualquer insatisfação. Pelo contrário. Ele conversou com o técnico Jair Ventura, entendeu a decisão e seguiu sendo o mesmo na rotina do CT Rei Pelé, treinando com a mesma intensidade e ajudando os mais novos.

Na vitória por 3 a 1 sobre o Nacional, pela Libertadores, na última semana, Renato agradou a Jair por um exemplo dado ao elenco. Ele foi cortado do banco de reservas, mas foi com a delegação para o Pacaembu, participou da roda no vestiário, assistiu ao jogo em camarote e voltou para abraçar os companheiros pela vitória depois do apito final. Victor Ferraz, com dores na coxa direita, nem foi para o estádio e voltou para Santos.

Referência do Peixe, Renato deve ser titular no clássico deste sábado. Cittadini tem dores na coxa e desgaste físico elevado detectado em exames. O meio-campo pode ser formado por Alison, o camisa 8 e Diogo Vitor. Rodrygo e Eduardo Sasha também podem ser poupados.

Jogador mais experiente do alvinegro, Renato tem 399 partidas disputadas, com 32 gols, e títulos brasileiros e estaduais em seu currículo. Ele era o capitão antes de virar opção no banco.

Gazeta Esportiva

TAGS