PUBLICIDADE
Esportes

Um gol a cada três jogos e carrasco do Palmeiras: os números de Gabigol

Novidade em 2018 na Vila Belmiro, Gabigol teve uma primeira passagem de sucesso pelo Santos. O atacante foi campeão paulista em 2015 e 2016 e teve alta média de gols, correspondendo ao apelido que ganhou desde as categorias de base. Gabriel fez 57 gols em 157 partidas, uma média de cerca de um a cada [?]

10:15 | 03/02/2018

Novidade em 2018 na Vila Belmiro, Gabigol teve uma primeira passagem de sucesso pelo Santos. O atacante foi campeão paulista em 2015 e 2016 e teve alta média de gols, correspondendo ao apelido que ganhou desde as categorias de base.

Gabriel fez 57 gols em 157 partidas, uma média de cerca de um a cada três partidas. E quando o assunto é o Palmeiras, o desempenho é ainda maior.

O adversário deste domingo, às 17 horas, na capital paulista, sofreu seis gols de Gabigol em 13 partidas, o equivalente a um gol a cada dois jogos entre 2014 e 2016.

Na Europa, porém, o atacante não correspondeu às expectativas. Na Internazionale-ITA, fez um gol em 10 jogos. Pelo Benfica, marcou uma vez em cinco partidas antes de ser emprestado ao Peixe.

Gabigol deve ser opção no banco de reservas do técnico Jair Ventura no clássico de domingo, pela quinta rodada do Campeonato Paulista. O atacante ainda não está pronto para atuar durante os 90 minutos.

 

Gazeta Esportiva

TAGS
Um gol a cada três jogos e carrasco do Palmeiras: os números de GabigolSantos Futebol Clube | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes

Um gol a cada três jogos e carrasco do Palmeiras: os números de Gabigol

Novidade em 2018 na Vila Belmiro, Gabigol teve uma primeira passagem de sucesso pelo Santos. O atacante foi campeão paulista em 2015 e 2016 e teve alta média de gols, correspondendo ao apelido que ganhou desde as categorias de base. Gabriel fez 57 gols em 157 partidas, uma média de cerca de um a cada [?]

10:15 | 03/02/2018

Novidade em 2018 na Vila Belmiro, Gabigol teve uma primeira passagem de sucesso pelo Santos. O atacante foi campeão paulista em 2015 e 2016 e teve alta média de gols, correspondendo ao apelido que ganhou desde as categorias de base.

Gabriel fez 57 gols em 157 partidas, uma média de cerca de um a cada três partidas. E quando o assunto é o Palmeiras, o desempenho é ainda maior.

O adversário deste domingo, às 17 horas, na capital paulista, sofreu seis gols de Gabigol em 13 partidas, o equivalente a um gol a cada dois jogos entre 2014 e 2016.

Na Europa, porém, o atacante não correspondeu às expectativas. Na Internazionale-ITA, fez um gol em 10 jogos. Pelo Benfica, marcou uma vez em cinco partidas antes de ser emprestado ao Peixe.

Gabigol deve ser opção no banco de reservas do técnico Jair Ventura no clássico de domingo, pela quinta rodada do Campeonato Paulista. O atacante ainda não está pronto para atuar durante os 90 minutos.

 

Gazeta Esportiva

TAGS