PUBLICIDADE
Esportes

Santista Bruno Henrique cita rival e conta com reforços para 2018

O atacante Bruno Henrique foi um dos principais jogadores do Santos ao longo da temporada. Convidado para o jogo beneficente promovido pelo GRAAC na noite de quarta-feira, ele citou o rival Palmeiras e disse esperar por reforços na próxima temporada. Apoiado pela Crefisa/FAM, o Palmeiras foi um dos clubes que mais gastaram em reforços nas últimas [?]

14:00 | 08/12/2017

O atacante Bruno Henrique foi um dos principais jogadores do Santos ao longo da temporada. Convidado para o jogo beneficente promovido pelo GRAAC na noite de quarta-feira, ele citou o rival Palmeiras e disse esperar por reforços na próxima temporada.

Apoiado pela Crefisa/FAM, o Palmeiras foi um dos clubes que mais gastaram em reforços nas últimas temporadas. O time alviverde contratou, inclusive, o meia Lucas Lima (Santos), além do zagueiro Emerson Santos (Botafogo) e do lateral esquerdo Diogo Barbosa (Cruzeiro).

?Todos os times precisam contratar. O Palmeiras, com os jogadores de qualidade que possui, está sempre contratando. Por que o Santos não pode? Temos bons jogadores, mas precisamos de contratações, sim, porque perdemos peças importantes. Precisamos suprir os atletas que saíram?, disse Bruno Henrique à Gazeta Esportiva.

O atacante falou em tom elogioso sobre o ex-companheiro Lucas Lima e, ao comentar a saída do meia, contratado pelo Palmeiras, reiterou a necessidade de trazer uma peça de reposição. A diretoria santista deve intensificar a busca por reforços após as eleições presidenciais, programadas para sábado.

?Não pode enfraquecer. O Santos é um time muito grande. Tenho certeza que a diretoria vai procurar um nome muito forte para suprir a ausência do Lucas Lima, porque nosso time está no caminho certo e acredito que grandes coisas virão em 2018?, afirmou Bruno Henrique, esperançoso.

Autor de oito gols no Campeonato Brasileiro, o atacante foi o artilheiro do Santos no torneio ao lado de Ricardo Oliveira. Bruno Henrique, contratado após passar pelo Wolfsburg, ainda celebrou sua bem-sucedida primeira temporada pelo clube alvinegro.

?Fico feliz pelo meu momento e por ter contribuído depois de chegar com certa desconfiança. Muita gente falou muita coisa, mas consegui mostrar meu trabalho. Tive um grande ano, com estatísticas altas em termos de gols, passes e dribles. Pode-se dizer que foi o melhor da minha carreira, sim?, comentou.

Gazeta Esportiva

TAGS