PUBLICIDADE
Esportes

Conselho do Santos veta previsão de orçamento para 2018

O Conselho Deliberativo do Santos reprovou, na noite da última quinta-feira, o orçamento previsto pelo presidente Modesto Roma Júnior para a próxima temporada. Apenas para o futebol, o limite de gastos em 2018 seria de R$ 190 milhões, valor R$ 69 mi superior ao feito neste ano. A votação teve 76 conselheiros contra e 69 [?]

13:15 | 01/12/2017

O Conselho Deliberativo do Santos reprovou, na noite da última quinta-feira, o orçamento previsto pelo presidente Modesto Roma Júnior para a próxima temporada. Apenas para o futebol, o limite de gastos em 2018 seria de R$ 190 milhões, valor R$ 69 mi superior ao feito neste ano.

A votação teve 76 conselheiros contra e 69 a favor. Com a reprovação, o presidente que assumir o Peixe após as eleições do dia 9 de dezembro, terá o orçamento igual do de 2017 (R$ 121 milhões), com a possibilidade de algumas correções do Conselho Fiscal.

Após a reunião do Conselho, Modesto Roma lamentou a decisão e afirmou que ela foi motivada por cunho político.

?Foi uma decisão politica, não por projeção técnica, mas por um revanchismo político. Era uma projeção realista, um orçamento técnico, mas isso não foi levado em consideração?, disse o presidente, que concorre à reeleição no clube.

O debate pelo orçamento do clube foi polêmico. O presidente do Conselho, Fernando Bonavides, pediu para quem fosse a favor permanecer no lugar e declarou orçamento aprovado na sequência. Porém, após vários protestos de conselheiros, os votos foram nominais e o resultado acabou mudando.

Gazeta Esportiva

TAGS