PUBLICIDADE
Esportes

Líder de assistências do Brasileiro, Bruno Henrique sonha com Seleção

A vitória do Santos por 3 a 1 sobre o Atlético-MG, no último sábado, na Vila Belmiro, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, teve mais uma vez Bruno Henrique como protagonista. Melhor em campo pelo Peixe, o atacante aplicou diversos dribles, armou jogadas e ainda deu assistências para Arthur Gomes e Ricardo Oliveira marcarem. A [?]

13:45 | 06/11/2017

A vitória do Santos por 3 a 1 sobre o Atlético-MG, no último sábado, na Vila Belmiro, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, teve mais uma vez Bruno Henrique como protagonista. Melhor em campo pelo Peixe, o atacante aplicou diversos dribles, armou jogadas e ainda deu assistências para Arthur Gomes e Ricardo Oliveira marcarem.

A boa atuação fez o camisa 27 se tornar o principal garçom da competição, com 11 passes para gols, um a mais que Gustavo Scarpa, do Fluminense.

?Fico muito feliz de poder ajudar o Santos com as minhas atuações, seja com gols, assistências ou até mesmo com arrancadas. Contra o Atlético fiz mais uma boa partida e espero continuar assim até o final. Atacante é sempre cobrado pelos gols, mas ajudar os companheiros e o clube a alcançar os objetivos é o mais importante. O conjunto é o que vale, e é assim que vamos seguir brigando pelo título brasileiro?, afirmou Bruno Henrique.

Além da liderança nas assistências, Bruno Henrique também é o artilheiro do Peixe na temporada, com 16 gols marcados. A boa fase fez o atacante passar a ser observado pelo técnico Tite. Mesmo com a grupo da Seleção Brasileira quase ?fechado?, o santista ainda sonha com uma convocação.

?Vestir a camisa da Seleção é o objetivo de qualquer jogador profissional. Desde criança tenho esse sonho e sinto que estou preparado para essa responsabilidade. O professor Tite está dando oportunidade a diversos atacantes e espero ser lembrado em um futuro próximo. Todos os atacantes convocados têm qualidade e eu tenho a minha também. Vou seguir trabalhando forte aqui no Santos em busca desse objetivo?, concluiu Bruno Henrique.

Gazeta Esportiva

TAGS