PUBLICIDADE
Palmeiras
Noticia

Palmeiras domina Atlético-MG, faz 3 a 0 e entra na era Abel Ferreira em boa fase

SÉRIE A | Com o resultado, o Palmeiras chegou aos 28 pontos e agora é o 7º colocado. Já o Atlético-MG desperdiçou chance de assumir a liderança

19:09 | 02/11/2020
Jogadores do Palmeiras comemoram gol contra o Atlético-MG (Foto: Cesar Greco/Divulgação/Palmeiras)
Jogadores do Palmeiras comemoram gol contra o Atlético-MG (Foto: Cesar Greco/Divulgação/Palmeiras)

O Palmeiras deu uma bela resposta nesta segunda-feira, 2. Aos olhares do novo técnico Abel Ferreira, o Alviverde recebeu o Atlético-MG e venceu com autoridade, por 3 a 0, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Obstruindo o ataque do Galo e aproveitando bem os espaços deixados pela equipe de Sampaoli, o Verdão foi eficiente e construiu o resultado sem tomar muitos sustos. Raphael Veiga abriu o placar no primeiro tempo, e Rony e Wesley completaram na etapa final.

Com o resultado, o Palmeiras chegou aos 28 pontos na 7ª colocação e voltou a encostar no Santos, primeira equipe dentro do G6, com 30. Já o Atlético-MG desperdiçou chance de assumir a liderança na tabela; o Galo estacionou nos 32 pontos, três abaixo de Internacional e Flamengo, que também perderam na rodada.

O Palmeiras volta a campo nesta quinta-feira, para enfrentar o Red Bull Bragantino pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, no Allianz Parque. A equipe já terá Abel Ferreira na beira do campo, enquanto Andrey Lopes volta para a comissão técnica fixa.

Já o Galo tem a semana inteira para se preparar para o duelo contra o Flamengo, pela 20ª rodada do Brasileiro.

Palmeiras eficaz no 1º tempo
Nos primeiros minutos, o Atlético-MG reteve a bola e subiu as linhas, mas não conseguiu furar o bloqueio palmeirense. O Alviverde, mesmo em casa, se posicionou atrás e ofereceu ainda menos perigo. Enquanto o Galo tentava sair jogando desde a defesa, o Palmeiras apostava em lançamentos longos de Weverton em direção a Luiz Adriano, que começou o jogo quase isolado na frente.

Aos poucos, o Alviverde começou a pressionar mais a saída de bola do Galo e incomodar. Aos dez, Nathan errou e o Palmeiras recuperou a bola. Rony serviu Veiga pela direita, mas o meia bateu sobre o gol.

Aos 17, foi Veiga quem abriu para Rony arriscar pelo lado direito, agora para defesa de Everson. No rebote, Luiz Adriano tentou emendar de letra, para nova intervenção do goleiro.

Com mais volume, o Palmeiras foi encontrando espaços nos erros do Atlético. Aos 18 minutos, o Verdão desceu pela primeira vez pela esquerda. Zé Rafael colocou para Viña, que teve tempo para cruzar e achar Veiga livre no meio da área; o meia cabeceou com precisão e abriu o placar. Foi a sexta assistência do uruguaio no ano e o oitavo gol de Veiga.

A história se repetiu dois minutos depois, o Verdão recuperou a bola e gerou um três contra três no ataque. Veiga abriu para Wesley na esquerda, que bateu cruzado para defesa de Everson, a bola rebateu em Réver e passou ao lado da trave.

A primeira chegada de perigo do Galo aconteceu aos 39 minutos. O Palmeiras errou na saída de bola, Allan recuperou na direita e centralizou para Nathan. O meia abriu para infiltração de Arana na esquerda, que bateu forte para boa defesa de Weverton. Dois minutos depois, Arana teve espaço e dessa vez cruzou, Savarino apareceu livre na entrada da área, mas pegou mal na bola.

Não deu tempo de respirar nos minutos finais. Aos 42, a transição rápida do Palmeiras funcionou muito bem. Luan acionou Veiga no meio, que rapidamente viu a passagem de Rony pela direita e lançou. O atacante bateu cruzado, rente a trave de Everson.

Mesmo com o crescimento do Galo nos minutos finais, o Palmeiras fechou a primeira etapa melhor, obstruindo grande parte das jogadas do visitante e aproveitando os espaços dados pela equipe de Sampaoli. O Verdão teve 40% de posse de bola com 11 finalizações (quatro no alvo), contra 60% de posse do Atlético e sete chutes (dois no alvo).

Verdão amplia na etapa final
Correndo atrás do placar, o Atlético-MG conseguiu ganhar volume no início do segundo tempo, rondando a área do Palmeiras, mas sem conseguir criar chances claras no início.

Aos 11 minutos, Arana sobrou livre na área pela esquerda. O lateral dominou e cruzou para a pequena área, mas a defesa palmeirense cortou.

Mas foi o Palmeiras que voltou a marcar. Aos 24 minutos, Viña interceptou lance de Marquinhos. A bola sobrou com Wesley, que colocou em profundidade para Luiz Adriano. O atacante ultrapassou a linha de defesa, saiu na cara do gol, mas não foi fominha e rolou para Rony, que só precisou empurrar para as redes. 2 a 0 Alviverde.

Explorando muito bem os espaços deixados pelo Galo, o Verdão ampliou aos 31 minutos. Palmeiras recuperou mais uma bola na defesa e iniciou a transição rápida. A bola chegou em Luiz Adriano na intermediária, que fez passe espetacular para Zé Rafael sair livre na cara do gol. O meia também foi solidário e rolou para Wesley marcar o terceiro.

PALMEIRAS 3X0 ATLÉTICO-MG

Local: Allianz Parque, São Paulo, SP
Data: 2 de novembro de 2020, segunda-feira
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (SC) e Éder Alexandre (SC)
VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)
Cartões Amarelos: Gabriel Menino, Felipe Melo (Palmeiras); Savarino (Atlético-MG)

GOLS
PALMEIRAS: Raphael Veiga, aos 18 minutos do 1º tempo; Rony, aos 24 minutos do 2º tempo; e Wesley, aos 31 minutos do 2º tempo

PALMEIRAS: Weverton; Gabriel Menino, Luan, Gustavo Gómez e Viña; Felipe Melo, Zé Rafael e Veiga; Wesley (Danilo), Rony (Veron) e Luiz Adriano (Willian).
Técnico: Andrey Lopes

ATLÉTICO-MG: Everson; Guga, Alonso, Réver e Arana; Jair, (Franco) Allan, Nathan (Calebe) e Zaracho (Marquinhos); Savarino e Marrony (Sasha)
Técnico: Jorge Sampaoli