Ídolo do Corinthians une Timão e rivais na luta pela vidaSociedade Esportiva Palmeiras | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Ídolo do Corinthians une Timão e rivais na luta pela vida

A luta pela sobrevivência une Corinthians e o rival Palmeiras. Ídolo do Timão, o ex-goleiro Jairo sofre com um tipo raro de câncer no rim, que necessita de uma medicação não fornecida pelo SUS e que custa cerca de R$ 300 por dia. Em virtude da situação, o goleiro do Verdão, Fernando Prass, doou uma [?]

07:15 | 29/12/2018

A luta pela sobrevivência une Corinthians e o rival Palmeiras. Ídolo do Timão, o ex-goleiro Jairo sofre com um tipo raro de câncer no rim, que necessita de uma medicação não fornecida pelo SUS e que custa cerca de R$ 300 por dia.

Em virtude da situação, o goleiro do Verdão, Fernando Prass, doou uma camisa alviverde autografada para ser leiloada pela família de Jairo com o intuito de levantar recursos. Uma vaquinha online intitulada ?Defenda o Jairo? também foi criada por familiares, e juntas, as iniciativas arrecadaram metade do valor necessário para que o ex-atleta fizesse o tratamento de um ano.

Os cerca de R$ 45 mil restantes serão custeados pelo Corinthians. ?Assim que a campanha saiu, e a gente conseguiu o apoio de algumas pessoas conhecidas, começaram alguns contatos do Corinthians. Falei duas vezes com o Andrés Sanchez, que garantiu que o Corinthians ia pagar?, disse Jairo, em entrevista ao canal RPC.

A causa do câncer desenvolvido por Jairo não é clara, mas uma das possibilidades apontadas pelos médicos é de que tenha sido causada por conta das sucessivas quedas que a profissão exige. Impactos esses que ainda fazem de Jairo o goleiro com mais minutos sem sofrer gols na história do Campeonato Brasileiro (1.132).

Além de Fernando Prass, outras personalidades do futebol também colaboraram com a campanha de arrecadação, como Alex e Casagrande. E a ajuda de todos os envolvidos não irá apenas colaborar com Jairo, já que a família do ex-goleiro afirmou que manterá a possbilidade de doações aberta e irá doar o restante para o Hospital Erasto Gaertner, de Curitiba, especializado no tratamento de câncer.

Apelidado de Pantera Negra, Jairo também é ídolo do Coritiba, sendo o atleta que mais vezes vestiu a camisa do clube, com 410 partidas entre 1970 e 1980. No Coxa, ele conquistou seis campeonatos Paranaense, além do Torneio do Povo, em 1973, e o Brasileiro de 1985.

Já no Corinthians, Jairo chegou em 1976. Nas finais do Campeonato Paulista de 1977, ele revezou com Tobias na meta corintiana, quando a equipe de Parque São Jorge superou a Ponte Preta e saiu da fila de 23 anos. Junto com Zé Maria, Mauro, Amaral e Vladimir, formou a chamada Guarda Negra ? apelidado dado para a defesa corintiana, formada apenas por atletas negros.

Em 1979, foi titular absoluto na nova conquista, de novo diante da Ponte. Fez 190 jogos no Timão, sofrendo 146 gols. Após deixar o clube, em 1980, ele ainda atuou por Náutico, Caxias-SC e Fluminense, além de ter sido goleiro da Seleção Brasileira.

Gazeta Esportiva

TAGS