Galiotte vê grupo difícil e sonha com Palmeiras na final da LibertadoresSociedade Esportiva Palmeiras | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Galiotte vê grupo difícil e sonha com Palmeiras na final da Libertadores

O sorteio dos grupos da edição de 2019 da Copa Libertadores, realizado na noite de segunda-feira, colocou o Palmeiras ao lado de San Lorenzo, Junior Barranquilla e de uma equipe vinda da seletiva. Com o sonho de ver o time alviverde na decisão, o presidente Maurício Galiotte considerou a chave complicada. ?São sempre times difíceis, [?]

07:15 | 18/12/2018

O sorteio dos grupos da edição de 2019 da Copa Libertadores, realizado na noite de segunda-feira, colocou o Palmeiras ao lado de San Lorenzo, Junior Barranquilla e de uma equipe vinda da seletiva. Com o sonho de ver o time alviverde na decisão, o presidente Maurício Galiotte considerou a chave complicada.

?São sempre times difíceis, adversários muito fortes. O San Lorenzo é uma equipe tradicional e jogar contra os argentinos é sempre difícil. O Junior Barranquilla disputou a final da Sul-Americana e também é um time muito competitivo. São jogos difíceis e temos que estar preparados?, afirmou Galiotte ao Fox Sports.

A edição de 2019 do torneio continental será decidida com uma final única, marcada para o dia 23 de novembro, em Santiago do Chile, independentemente dos classificados. Ao falar sobre a novidade, Galiotte manifestou o desejo de ver o Palmeiras na briga pela taça.

?São mudanças para que a gente tenha sempre um futebol melhor e possa levar o futebol sul-americano à altura do europeu. Final única é uma inovação, é uma situação que vamos passar pela primeira vez e a expectativa é que o Palmeiras esteja lá?, declarou.

O quarto integrante do Grupo F da Copa Libertadores vem da seletiva. O ganhador do confronto entre Delfin-EQU e Nacional-PAR enfrenta o Caracas-VEN. O time que avançar, por sua vez, pega o vencedor do duelo entre Melgar-PER e Universidad de Chile.

?Libertadores é isso: jogos difíceis e temos que estar preparados, porque é uma batalha, uma competição complexa. É o quarto ano que o Palmeiras disputa consecutivamente e isso também nos ajuda na preparação. O elenco é qualificado e acreditamos muito no potencial desse grupo, mas sabemos que a dificuldade é grande?, disse Galiotte.

Gazeta Esportiva

TAGS