Relembre a única derrota do Palmeiras para o Ceará na história do BrasileirãoSociedade Esportiva Palmeiras | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Relembre a única derrota do Palmeiras para o Ceará na história do Brasileirão

Neste domingo, às 16 horas, no estádio do Pacaembu, Palmeiras e Ceará se enfrentam pela 30 rodada do Campeonato Brasileiro e o clube paulista é o grande favorito para o confronto, não só por ser líder da competição como pelo histórico positivo do Verdão entre os dois times no torneio nacional: oito vitórias, quatro empates [?]

22:15 | 20/10/2018

Neste domingo, às 16 horas, no estádio do Pacaembu, Palmeiras e Ceará se enfrentam pela 30 rodada do Campeonato Brasileiro e o clube paulista é o grande favorito para o confronto, não só por ser líder da competição como pelo histórico positivo do Verdão entre os dois times no torneio nacional: oito vitórias, quatro empates e apenas uma derrota. Para os visitantes, o objetivo é usar como esperança o único triunfo, que não aconteceu a pouco tempo.

No dia 20 de junho de 2011, os dois times se encontraram pela sexta rodada do Brasileirão e a situação até que era bem parecida da atual: o Palmeiras vivia ótima fase e estava invicto no torneio, enquanto que o Ceará amargava uma das últimas colocações e entrava no estádio Presidente Vargas bastante pressionado.

Mesmo considerado ?azarão? para o jogo, o Vozão conseguiu dominar a partida e fez o resultado logo no primeiro tempo. Aos sete minutos iniciais, o atacante Washington marcou um belo gol de cabeça após aproveitar cruzamento preciso, enquanto que aos 45 minutos, o meia-atacante Thiago Humberto colocou para o fundo das redes após boa jogada de Vicente.

O domínio do Ceará foi tamanho que, se o resultado tivesse que ser diferente, o placar marcaria mais gols para o Ceará, que acertou três vezes a trave defendida pelo ex-goleiro Marcos, um dos maiores ídolos da história da equipe paulista.

Naquele jogo, o técnico do Palmeiras naquela era exatamente Luiz Felipe Scolari, que agora vive um momento muito mais positivo no comando da equipe. Curiosamente, um ano depois, aquele time (com algumas mudanças) conquistaria o título da Copa do Brasil diante do Coritiba.

 

 

Gazeta Esportiva