Felipe Melo defende Deyverson: ?Não vai driblar cinco e marcar, mas luta muito?Sociedade Esportiva Palmeiras | Times | Esportes O POVO 

PUBLICIDADE
Esportes


Felipe Melo defende Deyverson: ?Não vai driblar cinco e marcar, mas luta muito?

Deyverson foi talvez o principal personagem no empate sem gols do Palmeiras contra o Bahia, nesta quinta-feira. Eleito o ?craque do jogo?, o centroavante fez apenas sua segunda partida como titular no ano e deixou o campo chorando após ser expulso. Mesmo assim, o camisa 16 foi defendido por Felipe Melo, um dos principais líderes [?]

22:45 | 02/08/2018

Deyverson foi talvez o principal personagem no empate sem gols do Palmeiras contra o Bahia, nesta quinta-feira. Eleito o ?craque do jogo?, o centroavante fez apenas sua segunda partida como titular no ano e deixou o campo chorando após ser expulso. Mesmo assim, o camisa 16 foi defendido por Felipe Melo, um dos principais líderes do elenco.

?Temos de dar moral para o Deyverson, porque é um cara que as pessoas, principalmente os entendedores do futebol, têm que analisar o verdadeiro potencial. Às vezes tem um jogador de área, que faz gol, e às vezes tem um que luta muito pelo time, e ele luta muito. Não é um cara que vai driblar cinco e fazer o gol. O importante é que ele lutou e nós jogamos por ele?, afirmou o camisa 30.

?Somos uma família aqui dentro e agora está chegando um treinador que tem como característica forte esta situação de família. Ele (Deyverson) trabalha muito, quer vencer, teve um momento difícil e temos de dar as mãos para ele. Faz parte do ser humano, vamos dar a mão que ele precisa. Ele luta e vai nos ajudar muito?, completou.

O jogo de volta com o Bahia acontece em 16 de agosto, no Allianz Parque. Para avançar à semifinal da Copa do Brasil, o Palmeiras precisa de uma vitória simples em casa. Em caso de empate, por qualquer placar, a decisão vai para os pênaltis.

?Nós jogamos fora de casa diante de um time que vem em uma crescente muito grande. É complicado, Copa do Brasil, mata-mata. O importante foi lutar até o final. Infelizmente a bola não entrou, mas acho que vai começar a entrar, porque estamos trabalhando e nos doando ao máximo?, finalizou.

Gazeta Esportiva

TAGS