Com Felipão a caminho, auxiliar Turra procura transmitir confiançaSociedade Esportiva Palmeiras | Times | Esportes O POVO 

PUBLICIDADE
Esportes


Com Felipão a caminho, auxiliar Turra procura transmitir confiança

Com Felipão ainda a caminho do Palmeiras, Paulo Turra vem comandando os primeiros treinamentos da nova comissão técnica do clube alviverde. Nos contatos iniciais com o elenco, de acordo com o zagueiro Antônio Carlos, o auxiliar procurou transmitir confiança. ?Ele passou que temos que acreditar mais na gente. Precisamos entrar mais fortes a cada dia, [?]

09:15 | 01/08/2018

Com Felipão ainda a caminho do Palmeiras, Paulo Turra vem comandando os primeiros treinamentos da nova comissão técnica do clube alviverde. Nos contatos iniciais com o elenco, de acordo com o zagueiro Antônio Carlos, o auxiliar procurou transmitir confiança.

?Ele passou que temos que acreditar mais na gente. Precisamos entrar mais fortes a cada dia, mais fechados a cada dia. Devemos procurar a evolução. Todos os times precisam disso: evolução a cada jogo. O que ele implantou foi que, perdeu a bola, já tem que pressionar?, descreveu Antônio Carlos.

No treinamento realizado durante a manhã de terça-feira, já com o provável time titular para o confronto com o Bahia, Turra paralisou as atividades repetidamente para passar instruções aos jogadores. O ex-zagueiro dirigiu um coletivo em todo o gramado da Academia de Futebol.

?Temos que querer mais dentro de campo e não descansar no jogo. Sempre entrar firme a todo momento e marcar em cima. Foi isso que ele (Turra) passou a nós. O que ficou na minha cabeça é acreditar na gente, porque podemos muito mais?, prosseguiu Antônio Carlos.

Um dos titulares sob o comando de Roger Machado, o zagueiro já acumula 37 jogos na temporada. Com a comissão técnica chefiada por Luiz Felipe Scolari ainda em seus primeiros passos, ele aposta no entrosamento do elenco para acelerar o processo de montagem do novo time.

?Como já nos conhecemos dentro de campo, fica muito mais fácil, porque conversamos e conseguimos ajeitar de forma muito rápida?, afirmou. ?A gente tem que trabalhar mais, suar mais e ouvir mais para que a evolução aconteça?, completou Antônio Carlos.

Gazeta Esportiva

TAGS