PUBLICIDADE
Esportes

Roger vê Palmeiras com baixo nível técnico: ?Até eu poderia ter vaiado?

Pela segunda vez nos últimos três jogos do Palmeiras no Allianz Parque, a equipe do técnico Roger Machado foi para o intervalo vaiada pela torcida. Atrás no placar, o Verdão buscou o empate com o América-MG e conseguiu a classificação às quartas de final da Copa do Brasil apesar da atuação com pior nível técnico [?]

00:45 | 24/05/2018

Pela segunda vez nos últimos três jogos do Palmeiras no Allianz Parque, a equipe do técnico Roger Machado foi para o intervalo vaiada pela torcida. Atrás no placar, o Verdão buscou o empate com o América-MG e conseguiu a classificação às quartas de final da Copa do Brasil apesar da atuação com pior nível técnico na temporada, e que faria até o próprio treinador cogitar vaias se estivesse nas arquibancadas.

?Não vou cobrar do meu torcedor, que é apaixonado pelo clube, que ele tenha a mesma paciência que o treinador, que os atletas. É claro que eu gostaria que o torcedor nos incentivasse sempre, mas acredito que se eu estivesse na arquibancada hoje, talvez me manifestasse com uma vaia. Sem dúvida, o cenário ideal seria que no momento de mais adversidade o torcedor incentivasse, mas entendo perfeitamente?, disse o treinador.

Contra o Junior Barranquilla, pela Copa Libertadores, na última quarta-feira, o Palmeiras também deixou o campo vaiado rumo aos vestiários. Após o intervalo, porém, o Verdão subiu muito de rendimento e Miguel Borja marcou o primeiro hat-trick da história do Allianz Parque. Contra o América-MG, porém, o (baixo) nível se manteve.

?Eu acho que o segundo tempo nem foi muito acima do primeiro. Temos 31 jogos, talvez esse tenha sido o de menor nível técnico. Enfrentamos um adversário muito disposto a complicar, tentar tirar nossa vantagem. Naturalmente, quando cinco, seis, sete jogadores atuam bem, a gente sabe como se desenrola o jogo. Da mesma forma, o contrário. Quando temos muitas individualidades em um dia infeliz, o jogo coletivo é de baixo nível?.

?Melhorou um pouco no segundo tempo, mas em determinados momentos, precipitamos o passe. Ficou um jogo perigoso, permitimos que o América-MG nos atacasse a partir do meio de campo muitas vezes. O importante era classificar hoje. Foi um jogo de exceção, fora da curva. Tenho certeza que no sábado a gente volta ao nosso nível?, finalizou.

O adversário do Palmeiras será decidido em sorteio na próxima qunita-feira, no Rio de Janeiro. Pelo Brasileirão, o Verdão enfrenta o Sport, sábado, às 19h (de Brasília), no Allianz Parque. Já o Coelho recebe o São Paulo, domingo, às 19h, no estádio Independência.

Gazeta Esportiva

TAGS