PUBLICIDADE
Esportes

Com Marcos e Luxa, Palmeiras ganhou último Paulista há 10 anos

O Palmeiras conquistou o Campeonato Paulista pela última vez há exatos 10 anos. A goleada sobre a Ponte Preta, alcançada no dia 4 de maio de 2008, marcou o título derradeiro do goleiro Marcos, do antigo Estádio Palestra Itália e do técnico Vanderlei Luxemburgo pelo clube alviverde. Leia mais: Artilheiro de 2008 acredita em fim [?]

09:15 | 04/05/2018

O Palmeiras conquistou o Campeonato Paulista pela última vez há exatos 10 anos. A goleada sobre a Ponte Preta, alcançada no dia 4 de maio de 2008, marcou o título derradeiro do goleiro Marcos, do antigo Estádio Palestra Itália e do técnico Vanderlei Luxemburgo pelo clube alviverde.

Artilheiro de 2008 acredita em fim de jejum

Luxa é único técnico com Paulista desde 1976

No primeiro jogo da final, disputado no Moisés Lucarelli, o Palmeiras contou com um gol de Kléber para ganhar por 1 a 0. Uma semana depois, dentro de casa, o time alviverde venceu por 5 a 0, gols de Ricardo Conceição (contra), Alex Mineiro (3) e Valdivia.

Em uma preleção memorável nos vestiários do antigo Palestra Itália, Luxemburgo distribuiu faixas de campeão e camisetas comemorativas aos atletas antes do jogo. Já o ídolo Marcos, emocionado, avisou aos companheiros: ?Eu me quebro todo de novo, juro por Deus! Mas não vamos perder para essa Ponte Preta nem a pau!?.

?As palavras do Vanderlei e do Marcos nos deram um algo a mais para levar a campo, além do talento de cada um naquela equipe. Era um grupo muito qualificado, até com campeão do mundo (Denilson) na reserva?, recordou Alex Mineiro, artilheiro do torneio com 15 gols.

O Campeonato Paulista 2008 foi o último título de Marcos em sua longa trajetória com a camisa do Palmeiras, já que o ídolo se aposentou em 2012. A conquista estadual também foi a derradeira pelo clube de Vanderlei Luxemburgo, que não mais retornou.

A vitória sobre a Ponte Preta marcou ainda o último título do Palmeiras antes da reforma do antigo Palestra Itália, palco da Copa Libertadores 1999. Fechado para obras por quatro anos, o moderno estádio reinaugurado em novembro de 2014 já viu as conquistas da Copa do Brasil 2015 e do Campeonato Brasileiro 2016.

Se a decisão de 2008 foi tranquila, o Palmeiras teve trabalho contra o São Paulo na semifinal. No Morumbi, com um gol de mão de Adriano, validado por Paulo César de Oliveira, o time da casa ganhou por 2 a 1. No Palestra Itália, a equipe alviverde venceu por 2 a 0 ? no intervalo, o rival tricolor sofreu com um gás tóxico no vestiário.

?No Morumbi, quando estávamos perdendo por 2 a 0, tive a chance de marcar de pênalti. Naquele ano, Palmeiras e São Paulo tinham duas equipes qualificadíssimas. Pudemos fazer o segundo jogo dentro de casa e aproveitamos o apoio da torcida para passar à final?, lembrou Alex Mineiro.

Para quebrar um jejum de 12 anos sem ganhar o Paulista, o clube então presidido por Affonso Della Monica, que mantinha parceria com a Traffic, contou com Jorge Valdivia inspirado e viu Alex Mineiro terminar como artilheiro. Diego Cavalieri, colocado no segundo tempo da final, substituiu o lesionado Marcos nas primeiras rodadas.

Desde então, o Palmeiras disputou mais duais decisões do Campeonato Paulista, mas não conseguiu repetir o feito de Marcos e Luxemburgo. Nas finais de 2015 e 2018, o time alviverde acabou derrotado nos pênaltis por Santos e Corinthians, respectivamente.

Dono de 22 títulos paulistas, um a mais do que o São Paulo, o Palmeiras foi alcançado pelo Santos durante os 10 anos de jejum e fica atrás do Corinthians (29). Atualmente, o clube alviverde vive sua terceira maior seca no torneio, menor do que as de 1976-1993 e de 1996-2008, ambas encerradas por Vanderlei Luxemburgo.

Gazeta Esportiva

TAGS