PUBLICIDADE
Esportes

Em súmula sobre polêmica, árbitro diz que foi avisado de escanteio, mas ?não ouviu?

Marcelo Aparecido, Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza, árbitro da final do Campeonato Paulista, escreveu na súmula que o quarto árbitro, Adriano de Assis Miranda, informou-o de que não houve pênalti de Ralf sobre Dudu imediatamente após a marcação. No entanto, o juiz não teria ouvido o recado por conta do barulho da torcida. Vale destacar [?]

22:15 | 08/04/2018

Marcelo Aparecido, Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza, árbitro da final do Campeonato Paulista, escreveu na súmula que o quarto árbitro, Adriano de Assis Miranda, informou-o de que não houve pênalti de Ralf sobre Dudu imediatamente após a marcação. No entanto, o juiz não teria ouvido o recado por conta do barulho da torcida.

Vale destacar que se passam cerca de dois minutos entre a marcação e a anulação. Em uma imagem em câmera aberta, neste período de tempo, o quarto árbitro se comunica com o quinto antes de se reunir com Marcelo Aparecido.

Aos 26 minutos do segundo tempo, o árbitro Marcelo Aparecido anotou pênalti de Ralf em Dudu, o que iniciou uma confusão generalizada no gramado. À princípio, por mais que os corintianos argumentassem que o volante havia tocado apenas a bola, o árbitro se mostrava convicto em sua marcação. A pressão alvinegra, porém, foi forte e após uma conversa com um auxiliar que estava fora do gramado, o árbitro voltou atrás na penalidade.

Os presentes, que bateram recorde de público da história do Allianz Parque gritaram em coro: ?Tem um palhaço querendo aparecer e vai morrer?, seguido de ?Se o Palmeiras não ganhar olêolêolá, o pau vai quebrar? e ?Vergonha?. Oito minutos depois, a partida recomeçou, mas sem emoção e apenas para seguir às penalidades.

Confira abaixo o relato da súmula:

Informo que aos 33 minutos do 2o tempo da partida, marquei uma penalidade à favor da equipe da S.E. Palmeiras.

No momento da marcação, os jogadores da equipe adversária questionam a marcação e pressionam para que a mesma seja modificada. Durante esse questionamento o quarto arbitro sr. Adriano de Assis Miranda,

me informa dizendo: ?canto?. Devido os jogadores falarem comigo, os atletas reservas de ambas as equipes falarem simultaneamente com o 4o arbitro e também com o assistente 1. Sr. Anderson José de Moraes Coelho, bem como o barulho da torcida, eu não pude ouvir com clareza a informação do 4o arbitro.

Após conseguir me aproximar do 4o arbitro o mesmo me disse as seguintes palavras:?Marcelo pra mim, ele toca na bola, mas a decisão é sua?. Devido o ângulo de visão do 4o arbitro ser lateral a jogada, e portanto melhor que o meu, acatei a sua informação e marquei o tiro de canto. Informo ainda que reiniciei a partida após 7 minutos de paralisação, por consequência da reclamação dos atletas de ambas as equipes.

Gazeta Esportiva

TAGS