PUBLICIDADE
Esportes

Andrés vê ?chororô? rival e diz que Corinthians não jogaria outra final

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, não poupou as palavras para alfinetar o arquirrival Palmeiras na tarde desta sexta-feira, no CT Joaquim Grava. Depois de revelar uma suposta investida do clube do Palestra Itália sobre o zagueiro Gil e o atacante Ricardo Goulart, ambos no futebol chinês, ele assegurou que o Alvinegro não jogaria uma [?]

20:30 | 27/04/2018

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, não poupou as palavras para alfinetar o arquirrival Palmeiras na tarde desta sexta-feira, no CT Joaquim Grava. Depois de revelar uma suposta investida do clube do Palestra Itália sobre o zagueiro Gil e o atacante Ricardo Goulart, ambos no futebol chinês, ele assegurou que o Alvinegro não jogaria uma possível terceira final do Campeonato Paulista.

?Se impugnarem, eles vão fazer um jogo sozinho, treino leve, reserva contra titular?, ironizou o mandatário corintiano, que apontou erros do rival na conversa com a imprensa e, em tom humorístico, disse que seguiria a linha adotada por Maurício Galliote.

?Se eu fosse presidente do Palmeiras, iria para a Justiça Comum. É direito. Chororô é livre. Eu já chorei. Também choraria. Mas (o Palmeiras) tem que fazer futebol melhor?, continuou Andrés, admitindo ter lido alguns pontos levantados pelo Verdão para entrar na Justiça.

?Segue em pauta do lado de lá. Vi outro dia um cidadão com o dedo no ouvido, era o médico do Corinthians. Devia estar com coceira no ouvido e falaram que era ponto eletrônico. Difícil?, concluiu Andrés.

Gazeta Esportiva

TAGS