PUBLICIDADE
Esportes

Alessandro reprova ausência do Palmeiras em festa de premiação

O Palmeiras, insatisfeito com a arbitragem da final do Campeonato Paulista, decidiu não participar da festa oficial de premiação do torneio. Na chegada ao evento, realizado na noite desta segunda-feira, o ex-lateral direito Alessandro, gerente de futebol do Corinthians, reprovou a postura tomada pelo clube alviverde. No Allianz Parque, com o Corinthians ganhando por 1 [?]

21:00 | 09/04/2018

O Palmeiras, insatisfeito com a arbitragem da final do Campeonato Paulista, decidiu não participar da festa oficial de premiação do torneio. Na chegada ao evento, realizado na noite desta segunda-feira, o ex-lateral direito Alessandro, gerente de futebol do Corinthians, reprovou a postura tomada pelo clube alviverde.

No Allianz Parque, com o Corinthians ganhando por 1 a 0, Marcelo Aparecido apitou pênalti de Ralf sobre Dudu. Após oito minutos de paralisação e interação com o quarto árbitro Adriano Miranda, o juiz principal mudou de ideia e marcou apenas escanteio, o que motivou o Palmeiras a boicotar a festa de Federação Paulista de Futebol (FPF).

?Estamos julgando um acerto, tentando diminuir uma competição por um acerto. Chegaram à final os maiores rivais, coisas desse tipo podem acontecer. Passamos momentos difíceis. Foi muito grande o que o árbitro fez porque era muito difícil acertar essa tomada decisão?, declarou Alessandro.

O goleiro Jailson, o lateral direito Marcos Rocha, o zagueiro Antônio Carlos, o lateral esquerdo Victor Luis, o volante Felipe Melo, o meia Lucas Lima e os atacantes Dudu e Miguel Borja, além do técnico Roger Machado, foram incluídos na seleção do torneio. Ainda assim, por determinação do Palmeiras, não participarão da festa.

?Se fosse do nosso lado, não faríamos isso. Existe um prêmio individual, foram atletas premiados na seleção do campeonato. Deveriam vir representar seu clube pelo que fizeram e fizeram muito bem no campeonato. Quando é campeão, se segue o protocolo e, quando não é, se quebra?, afirmou.

Na visão do gerente de futebol corintiano, a posição do Palmeiras macula o próprio torneio. ?Uma competição muito importante, grandes jogos, muito disputada. Teve uma vitória do Palmeiras na nossa casa e uma nossa na deles. Não precisava ficar manchado por decisões como essas?, opinou.

Gazeta Esportiva

TAGS