PUBLICIDADE
Esportes

Sem titulares, Palmeiras se reapresenta com coletivo e trabalho técnico

As finalizações parecem não ter agradado o treinador Roger Machado no empate diante do Linense. Nesta sexta-feira, os jogadores do Palmeiras se reapresentaram na Academia de Futebol, mas apenas os reservas e atletas que entraram no decorrer da partida participaram no campo. Além destes, peças importantes como Edu Dracena, Diogo Barbosa e Moisés também não [?]

17:30 | 16/02/2018

As finalizações parecem não ter agradado o treinador Roger Machado no empate diante do Linense. Nesta sexta-feira, os jogadores do Palmeiras se reapresentaram na Academia de Futebol, mas apenas os reservas e atletas que entraram no decorrer da partida participaram no campo. Além destes, peças importantes como Edu Dracena, Diogo Barbosa e Moisés também não foram vistos no gramado.

O princípio da atividade teve um treinamento específico de toque de bola e finalização. No primeiro trabalho de preparação para o duelo diante da Ponte Preta, um exercício de toque de bola e finalização foi o aquecimento. Separados em setores, os atletas realizavam troca de passes simulando a ?quebra? de linhas defensivas, montadas com cones, para depois testarem os goleiros, que se alternavam no exercício e em trabalhos específicos.

Depois, os atletas foram divididos em dois times, com sete jogadores de cada lado, para um coletivo em campo reduzido. O time de colete vermelho era composto por Weverton; Luan, Mayke, Victor Luis e Juninho; Thiago Santos, Bruno Henrique e Hyoran. A outra equipe tinha em campo Fernando Prass, Fabiano, Pedrão, Emerson Santos e Lucas Candido; Keno, Gustavo Scarpa e Willian.

O resultado final foi de 3 a 3, com destaque para as atuações de Hyoran e Gustavo Scarpa, com dois gols cada. Para completar o placar, Mayke marcou para o time de colete e Pedrão para o de camiseta branca. O zagueiro e o lateral, por sinal, interromperam a atividade com dores, mas voltaram posteriormente.

Gazeta Esportiva

TAGS