PUBLICIDADE
Esportes

Reforço do Juventus, Wendel revela desejo de projeto no Palmeiras

O lateral e volante Wendel atuou por 11 temporadas como jogador do Palmeiras, ainda que tenha sido emprestado a diversos times durante esse período. Recém-chegado ao tradicional Juventus, o jogador afirmou que pretende no futuro ajudar os garotos das categorias de base do clube alviverde como em uma espécie de ?retribuição? à agremiação palestrina por [?]

07:15 | 19/12/2017

O lateral e volante Wendel atuou por 11 temporadas como jogador do Palmeiras, ainda que tenha sido emprestado a diversos times durante esse período. Recém-chegado ao tradicional Juventus, o jogador afirmou que pretende no futuro ajudar os garotos das categorias de base do clube alviverde como em uma espécie de ?retribuição? à agremiação palestrina por tudo que a equipe proporcionou.

?Já conversei e sempre participo de conversas com a diretoria do Palmeiras. Esse é meu objetivo, tenho muita vontade de trabalhar nas categorias de base. Já joguei na base do Palmeiras, já conversei com alguns diretores, o presidente, e eu conheço lá. Futuramente pretendo estar ali trabalhando com os meninos da categoria de base, trabalhando bem para prepará-los para o profissional?, revelou Wendel, campeão paulista em 2008 e com 203 jogos pelo clube, em entrevista à Gazeta Esportiva.

Embora tenha o desejo de retornar ao Palmeiras em outra função no futuro, o veterano Wendel no momento está concentrado em defender o Juventus. O versátil lateral direito e volante descartou a aposentadoria para aceitar o convite do clube da Mooca, que em 2018 disputará a Série A2 do Campeonato Paulista.

?Estava com o pensamento de parar de jogar, pela questão da idade. O futebol brasileiro, às vezes, não dá credibilidade depois que você passa dos 34 anos. Estava mantendo a forma, trabalhando a parte física, e jogando alguns joguinhos entre amigos, amistosos, e o pessoal falou que eu ainda podia jogar em alto nível. Sou altamente profissional e sempre me cuido?, revelou, em evento realizado nesta segunda-feira na Sede Social do Juventus.

Com contrato até o fim do Paulistão, Wendel, assim como o elenco juventino, tem como principal objetivo levar o time de volta à elite do futebol paulista. Em 2008, o Juventus foi rebaixado à segunda divisão do Estadual e desde então não retornou para a Série A.

?Quando recebi o convite do Juventus, um clube de tradição, que já joguei antes, em um bairro muito alegre, famoso, agradável. Aceitei esse desafio porque é um clube de tradição, está na capital, e tem esse objetivo de subir o time para a Série A?, afirmou o jogador de 36 anos.

Quando questionado se a Série A2 seria seu último campeonato como jogador de futebol profissional, o experiente atleta admitiu que o contrato com o Juventus foi uma ?injeção de ânimo? em sua carreira, e que se impressionou com o nível que teve oportunidade de apresentar em treinamentos e jogos-treinos.

?Eu estou me sentindo bem, nos treinamentos, jogo-treino. Foi uma renovação que tive, pretendo jogar mais uns dois, três anos. Estou me sentindo bem e recebendo os elogios de jogadores e treinadores. Acho? acho, não, tenho certeza de que jogarei por mais alguns anos. Zé Roberto, Ricardo Oliveira e Fernando Prass são exemplos de jogadores que têm uma idade avançada, mas são exemplos de profissionalismo?, contou o lateral, que tem passagens por Santos, Ponte Preta, Atlético-PR, Boa Esporte e Mogi Mirim.

Antes de estrear na Série A2, no dia 17 de janeiro, contra o Votuporanguense, fora de casa, o Juventus realiza três jogos-treinos contra clubes paulistas. No dia 23 de dezembro, enfrenta o Atibaia. Já nos dias 29 de dezembro e 6 de janeiro, encara Desportivo Brasil e Bragantino, respectivamente.

* Especial para a Gazeta Esportiva

Gazeta Esportiva

TAGS