PUBLICIDADE
Esportes

Guerra deixa o treino com dores após carrinho de Mina e será reavaliado

O meia Alejandro Guerra poderá ser problema para o duelo do Palmeiras contra a Ponte Preta. Nesta terça-feira, o venezuelano machucou o ombro direito e, com dores, deixou o treino mais cedo na Academia de Futebol. O lance ocorreu após um carrinho de Yerry Mina, em que o camisa 18 caiu sobre o braço e [?]

18:30 | 17/10/2017

O meia Alejandro Guerra poderá ser problema para o duelo do Palmeiras contra a Ponte Preta. Nesta terça-feira, o venezuelano machucou o ombro direito e, com dores, deixou o treino mais cedo na Academia de Futebol.

O lance ocorreu após um carrinho de Yerry Mina, em que o camisa 18 caiu sobre o braço e chegou a assustar os companheiros, que se reuniram em volta do venezuelano. Imediatamente o médico Gustavo Maglioca entrou no campo para realizar o atendimento ao atleta, enquanto o colombiano seguia se desculpando com o companheiro, que seguiu para a parte interna da Academia de Futebol.

Guerra já foi baixa no triunfo do último domingo sobre o Atlético-GO para resolver problemas particulares. Agora, será reavaliado pelo departamento médico do clube para saber se terá condições de entrar em campo na próxima quinta-feira, contra a Ponte Preta, às 20h (de Brasília), no Pacaembu.

Se Guerra teve problemas na atividade, o destaque dos trabalhos ficou por conta da presença de Jean e Yerry Mina, liberados pelo DM alviverde. O camisa 2 vem sofrendo com desgaste muscular. Escalado como titular na derrota diante do Santos, o lateral direito desfalcou o Palmeiras nos dois últimos jogos, contra Bahia e Atlético-GO.

Mina, por sua vez, sofreu uma fratura em um osso do pé esquerdo durante o confronto com Barcelona de Guaiaquil, no último dia 9 de agosto, pelas oitavas de final da Copa Libertadores. O zagueiro passou por cirurgia e realizou o primeiro trabalho com o grupo na segunda-feira.

Gazeta Esportiva

TAGS