PUBLICIDADE
Sport Club Internacional

Com seis nomes, Grêmio domina seleção do Gauchão 2018

Ainda que o Grêmio tenha demorado a acordar no Campeonato Gaúcho, garantindo a classificação para a segunda fase somente na última rodada dos pontos corridos, reverteu a situação no mata-mata e se sagrou campeão após oito anos sem levantar a taça. Não atoa, Renato Gaúcho e companhia dominaram a seleção da competição, divulgada nesta segunda-feira, […]

10:15 | 10/04/2018

Ainda que o Grêmio tenha demorado a acordar no Campeonato Gaúcho, garantindo a classificação para a segunda fase somente na última rodada dos pontos corridos, reverteu a situação no mata-mata e se sagrou campeão após oito anos sem levantar a taça. Não atoa, Renato Gaúcho e companhia dominaram a seleção da competição, divulgada nesta segunda-feira, em evento realizado na sede da Federação Gaúcha de Futebol, em Porto Alegre.

O Tricolor tinha 10 indicados para a escalação ideal do Gauchão 2018, dos quais seis foram eleitos os melhores de suas respectivas posições. São eles: o goleiro Marcelo Grohe, os zagueiros Geromel e Kannemann, o volante Arthur, o meia Luan, o atacante Éverton, e o técnico Renato Gaúcho. O Internacional, por sua vez, eliminado pelo rival nas quartas de final, teve apenas o lateral esquerdo Iago e o meia D’Alessandro entre os 11 melhores do Estadual.

Confira a escalação completa:

Goleiro: Marcelo Grohe (Grêmio)

Lateral Direito: Itaqui (Avenida)

Zagueiros: Geromel e Kannemann (Grêmio)

Lateral Esquerdo: Iago (Internacional)

Volantes: Arthur (Grêmio) e Leandro leite (Brasil de Pelotas)

Meias: D’Alessandro (Internacional) e Luan (Grêmio)

Atacantes: Éverton (Grêmio) e Michel (São Luiz)

Técnico: Renato Portaluppi (Grêmio)

Entre os prêmios individuais, o cenário foi o mesmo: domínio tricolor. Marcelo Grohe, claro, ficou com o título de Melhor Goleiro. Geromel com o de Melhor Zagueiro, e Luan com o de Melhor Meia. Éverton, por sua vez, foi eleito o Craque do Campeonato. O executivo de futebol André Zanotta, por fim, recebeu o prêmio de Melhor Dirigente. O Melhor Lateral foi Itaqui, do Brasil de Pelotas, enquanto o Melhor Volante foi Leandro Leite, também do Xavante. O Melhor Atacante foi Michel, do São Luiz. Entre os árbitros, o eleito foi Leandro Vuaden.

 

Gazeta Esportiva