PUBLICIDADE
Esportes

Dirigente contesta derrota do Inter no Gre-Nal: ?Não foi para esse placar?

O peso de uma derrota em Gre-Nal, historicamente, rende muita repercussão e neste domingo não foi diferente. Após a derrota por 3 a 0 para o Grêmio, Roberto Melo, vice-presidente do Internacional, foi aos microfones para conceder entrevista coletiva e considerou o placar injusto pelo nível de atuação da equipe Colorada, punida pelas oportunidades perdidas, [?]

09:15 | 19/03/2018

O peso de uma derrota em Gre-Nal, historicamente, rende muita repercussão e neste domingo não foi diferente. Após a derrota por 3 a 0 para o Grêmio, Roberto Melo, vice-presidente do Internacional, foi aos microfones para conceder entrevista coletiva e considerou o placar injusto pelo nível de atuação da equipe Colorada, punida pelas oportunidades perdidas,

?Claro que não foi o resultado esperado. O sentimento no vestiário é de indignação, tristeza. Não foi um jogo para esse placar. No primeiro tempo tivemos as melhores chances, mas tomamos o gol no final. No segundo tempo, eles tiveram três chances e fizeram os gols. Nós tivemos as chances e não fazemos?, disse Roberto Melo.

Vencer no Beira-Rio é a palavra de ordem no vestiário do Inter, de acordo com o dirigente. Precisando reverter a desvantagem de três gols, o Colorado contará com o apoio da torcida, tratada como um dos trunfos. ?Temos que nos preocupar em fazer um jogo bom na quarta-feira. Temos de dar essa resposta para o nosso torcedor. Conseguir a vitória é o que importa, depois vemos se vai ser ser o suficiente para classificar?, comentou.

Um dos temas mais comentados pelos jogadores do Internacional foi quanto a evolução do Grêmio nos últimos anos, conseguindo consecutivas conquistas, como a da Copa do Brasil e da Copa Libertadores. O dirigente embasou o discurso e elogiou o rival pelo trabalho desenvolvido.

?O Grêmio está em um bom momento. Está mais confiante. Estamos num processo de reconstrução. O Grêmio, tecnicamente, não está acima de várias equipes do país, mas é o campeão da Libertadores. Ano passado, se não tivesse poupado jogadores, disputaria o título do Brasileirão. Manteve uma filosofia de trabalho e a continuidade do Grêmio surte efeito agora?, finalizou o dirigente.

Gazeta Esportiva

TAGS