PUBLICIDADE
Esportes

Antes do Gre-Nal, Edenílson pede organização e ?agressividade? ao Inter

A vitória do Grêmio sobre o Internacional na última rodada da primeira fase do Campeonato Gaúcho, junto com uma combinação de resultados, colocou os dois rivais novamente frente a frente no confronto das quartas de final. Após o último trabalho visando a partida desse domingo, o lateral Edenílson, do Colorado, lembrou do confronto mais recente [?]

18:00 | 17/03/2018

A vitória do Grêmio sobre o Internacional na última rodada da primeira fase do Campeonato Gaúcho, junto com uma combinação de resultados, colocou os dois rivais novamente frente a frente no confronto das quartas de final. Após o último trabalho visando a partida desse domingo, o lateral Edenílson, do Colorado, lembrou do confronto mais recente e pediu organização para o triunfo na Arena Tricolor.

?No segundo tempo, demonstramos o que vinhamos fazendo nos outros jogos. No primeiro tempo, não sei se por causa dos dois gols tomados, a gente se desorganizou. A gente se cobra muito para não sermos uma equipe desorganizada. Temos que ser organizados, agressivos e também tentar fazer o nosso jogo, que é bola no chão, com infiltrações e chegada pelo lado. Com a bola, jogar. Sem a bola, ser agressivo?, disse Edenílson.

A última temporada das duas equipes também serviu para o jogador do Internacional descartar qualquer favoritismo e confirmar o Grêmio ?um passo à frente?. Mesmo com um início de temporada ruim, os comandados de Renato Gaúcho se recuperaram e garantiram uma vaga na fase eliminatória do estadual.

?O entrosamento pesa bastante em um jogo como esse. A gente ficou com uma base boa do ano passado, mas o Grêmio mexeu menos no elenco. Vejo eles com um passo à frente da gente, por terem sido campeões, uma base de dois anos. Mas vamos fazer como foi no segundo tempo do jogo passado para nos igualarmos a eles, marcando forte?, comentou o polivalente jogador, que não confirmou se começa jogando como lateral ou volante.

?Para mim, é indiferente. Antes de vir para o Inter, joguei em muitas funções. Quando cheguei, salientei que estava atuando mais como um ala na Itália. Em função disso, joguei praticamente dois anos pelos lados do campo, tanto em uma linha de quatro quanto em uma linha de cinco com três zagueiros. Então são funções que me adapto bem em fazer?, analisou Edenílson.

Gazeta Esportiva

TAGS