PUBLICIDADE
Esportes

Brasil-PEL vence Inter e quebra tabu de 22 anos

Após 22 anos, o Brasil-PEL voltou a vencer o Internacional. Na tarde deste domingo, no estádio Bento Freitas, em Pelotas, o Xavante derrotou o Colorado por 1 a 0, em partida válida pela quinta rodada do Campeonato Gaúcho. O único gol do duelo foi marcado por Itaqui. O confronto teve duas expulsões, a do lateral-direito [?]

18:30 | 04/02/2018

Após 22 anos, o Brasil-PEL voltou a vencer o Internacional. Na tarde deste domingo, no estádio Bento Freitas, em Pelotas, o Xavante derrotou o Colorado por 1 a 0, em partida válida pela quinta rodada do Campeonato Gaúcho. O único gol do duelo foi marcado por Itaqui.

O confronto teve duas expulsões, a do lateral-direito do Internacional, Ruan, e a do zagueiro Leandro Camilo, do Brasil-PEL. O resultado deixa o Xavante com 13 pontos, confortável na segunda posição e na briga pela liderança do Gauchão. O Internacional segue em terceiro, com nove pontos.

Como o esperado, o técnico do Internacional, Odair Hellmann, colocou em campo uma equipe totalmente reserva. Já o técnico do Brasil-PEL, Clemer, teve três desfalques que pertencem ao Colorado e estão emprestados ao Xavante. São eles o lateral-esquerdo Arthur, o meia Mossoró e o atacante Alisson Farias. Para colocá-los no jogo, o time pelotense teria que desembolsar R$ 800 mil por atleta, conforme o contrato. Com isso, Clemer escalou Bruno Collaço, Calyson e Deyvid Sacconi.

O JOGO

O Xavante começou assustando o Inter. Com menos de um minuto de partida, o Brasil-PEL desceu pela esquerda de ataque, Luiz Eduardo cruzou para Éder Sciola, que finalizou de primeira. O goleiro Marcelo Lomba fez grande defesa e evitou o gol.

Apesar da pressão inicial do Brasil-PEL, rapidamente o Internacional conseguiu tomar os principais comandos da partida e, em sete minutos, já havia conquistado três escanteios.

Aos 16 minutos, após cobrança de falta de Itaqui, na esquerda de ataque, o zagueiro Heverton subiu apareceu sozinho no meio da área e cabeceou sob a meta do goleiro Marcelo Lomba.

Em falha da zaga Xavante, o Internacional quase abre o placar. Na jogada, Patrick carregou a redonda pela esquerda até o final do campo e cruzou. Ninguém conseguiu afastar e a bola sobrou para o atacante Roger, livre. Ele finalizou rasteiro, de primeira, mas o goleiro Marcelo Pitol evitou o tento com o pé direito.

Aos 33 minutos, o lateral-direito Ruan, que estava amarelado, recebeu o segundo cartão amarelo em falta inexistente e foi expulso.

Com um jogador a mais no duelo, o Brasil-PEL partiu para o ataque e abriu o marcador aos 40 minutos. Na jogada, o volante Rodrigo Dourado perde a bola no meio de campo para Itaqui, que iniciou o contra-ataque do Xavante. O jogador rubro-negro tocou na direita e após cruzamento para a área, Toty escorou para Itaqui concluir de primeira. A bola desviou no meio do caminho, enganou o goleiro Marcelo Lomba e foi parar no fundo das redes.

Na saída de campo para o vestiário, alguns jogadores e pessoas da Comissão Técnica do Internacional foram até o árbitro reclamar da expulsão do lateral Ruan. O atacante William Pottker, que estava na reserva, acabou recebendo um cartão amarelo.

SEGUNDO TEMPO

O Internacional voltou do vestiário para o gramado com uma alteração. O técnico Odair Hellmann tirou o meia Camilo e colocou o lateral-direito Cláudio Winck. O Xavante retornou para a segunda etapa sem mudanças na equipe.

Aos três minutos, em cobrança de falta na entrada da área, o lateral Cláudio Winck bateu buscando o canto direito do goleiro Marcelo Pitol, mas o arqueiro Xavante se jogou e agarrou firme a redonda.

Em cobrança de escanteio na esquerda de ataque, Winck ergueu na área, a bola passou na frente da meta, mas ninguém apareceu para desviar para o gol.

Em ataque do Xavante pela direita, Éder Sciola recebeu ótima bola dentro da área e cruzou para trás Deyvid Sacconi, que chutou forte. A bola desviou em Cláudio Winck e amorteceu para o goleiro Marcelo Lomba defender.

Aos 12 minutos, o Brasil-PEL quase ampliou o placar. Após um balão para frente, o Xavante iniciou um contra-ataque pela direita com Toty. O jogador carrega até a área e cruza rasteiro, mas Danilo Silva afastou. O rebote ficou para Toty, que chegou concluindo, mas o goleiro Marcelo Lomba fechou ângulo e o chute foi para fora.

Após cobrança de falta rápida no meio de campo, Itaqui recebeu e arriscou um chutaço, a redonda ainda desviou no caminho e o goleiro Marcelo Lomba fez grande defesa, espalmando para o lado.

Aos poucos, o Internacional foi equilibrando o confronto e as duas equipes criavam várias chances, mas pecavam no momento da conclusão. Aos 40 minutos, o Xavante chegou com perigo. Depois de cruzamento de escanteio, a zaga colorada afastou mal e a redonda sobrou para Leandro Leite, que chutou forte, mas a bola desviou nas costas de Charles e saiu para escanteio.

Aos 44 minutos, em lance discutível, o árbitro assinalou falta, deu o segundo cartão amarelo e expulsou o jogador Leandro Camilo, do Brasil-PEL.

Como a sexta rodada se tornou a última do Gauchão, as duas equipes retornam a campo na sétima rodada do Campeonato Gaúcho. Nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), o Brasil-PEL visita o Grêmio na Arena, em Porto Alegre. Uma semana semana depois, na quinta-feira do dia 14 de fevereiro, às 21h30 (de Brasília), o Internacional recebe o Juventude no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

FICHA TÉCNICA

BRASIL-PEL 1 X 0 INTERNACIONAL

Local: Estádio Olímpico Regional, em Cascavel (PR)

Data: 04 de fevereiro de 2018 (domingo)

Horário: 17h00 (de Brasília)

Árbitro: Roger Goulart (RS)

Assistentes: Alduino Mocelin e Michael Stanislau (ambos do RS)

GOLS

Brasil-PEL: Itaqui, aos 40 minutos do primeiro tempo

Internacional:

CARTÕES AMARELOS

Brasil-PEL: Heverton, Deyvid Sacconi, Leandro Camilo (x2), Éder Sciola, Itaqui

Internacional: Ruan (x2), Marcinho, William Pottker, Daniel, Charles, Cláudio Winck

CARTÕES VERMELHOS

Brasil-PEL: Leandro Camilo

Internacional: Ruan

BRASIL-PEL: Marcelo Pitol; Éder Sciola, Leandro Camilo, Héverton e Bruno Collaço; Leandro Leite, Itaqui (Van Basty), Calyson, Toty e Deyvid Sacconi (Luiz Henrique); Luiz Eduardo (Robério).

Técnico: Clemer

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Ruan, Danilo Silva, Thales e Iago; Rodrigo Dourado, Charles, Marcinho (William Pottker), Camilo (Cláudio Winck) e Patrick; Roger (Juan Alano).

Técnico: Odair Hellmann

Gazeta Esportiva

TAGS