Renato culpa acúmulo de torneios para Grêmio não brigar pelo BrasileiroGrêmio Foot-Ball Porto Alegrense | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Renato culpa acúmulo de torneios para Grêmio não brigar pelo Brasileiro

Com gols de Everton e Cícero, o Grêmio não teve dificuldades para derrotar a Chapecoense na Arena, garantir vaga matematicamente para a Libertadores do próximo ano e se manter no G4 do Campeonato Brasileiro. Diante da boa campanha em meio a tantas competições disputadas no ano, Renato Gaúcho apontou o acúmulo de torneios para o [?]

21:30 | 18/11/2018

Com gols de Everton e Cícero, o Grêmio não teve dificuldades para derrotar a Chapecoense na Arena, garantir vaga matematicamente para a Libertadores do próximo ano e se manter no G4 do Campeonato Brasileiro. Diante da boa campanha em meio a tantas competições disputadas no ano, Renato Gaúcho apontou o acúmulo de torneios para o Tricolor Gaúcho não ter mais chances de brigar pelo título nacional.

?Sempre foi nosso objetivo o G4. Hoje carimbamos 100% o passaporte na pré-Libertadores. Mas buscamos uma vaga no G4, e quanto mais para frente melhor. É bom para todo mundo, principalmente ao clube na parte financeira. A briga é muito boa com o São Paulo. Estamos fazendo a nossa parte. O Grêmio está aí?, analisou o treinador.

?Infelizmente ou felizmente, um clube grande como o Grêmio disputa várias competições e muitas vezes deixa de ganhar o título pela sequência de jogos. Você vê que nos últimos quatro jogos o Grêmio empatou um e ganhou três. Sem outras competições, o Grêmio seria um candidato forte ao título. Um candidato fortíssimo. Mas clube grande é assim. Sempre buscamos o melhor, sempre tendo o mesmo problema. Faz parte?, completou.

Com a vitória deste domingo, o Tricolor Gaúcho seguiu dono da quarta colocação com os mesmos 62 pontos do São Paulo, que venceu o Cruzeiro e continuou em quinto por conta do número de vitórias (17 a 16 para os gaúchos). Internacional, com 65 pontos, e Flamengo, com 66, ocupam a terceira e segunda colocações, respectivamente.

?Não importa quem está na nossa frente. Não importa quem o Grêmio vai ultrapassar. O Brasileiro é contra todos os clubes, não contra o Internacional. O Inter procura fazer a parte dele, o Grêmio fazer a dele, e está (fazendo) muito bem. A única diferença é que o Grêmio disputou outras competições. O Inter, o São Paulo e o Atlético-MG só o Brasileiro. É obrigação estarem na nossa frente. E o Inter está só três pontos na nossa frente?, disse o treinador.

O Grêmio volta aos gramados pela competição nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), quando faz confronto da parte de cima da tabela com o Flamengo, no Maracanã.

Gazeta Esportiva