PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
Noticia

Éderson se vê em evolução no Fortaleza e analisa troca no comando técnico

Titular com Enderson Moreira, volante espera manter desempenho com futuro treinador e lamenta dificuldades de adversários na retomada do Estadual

20:04 | 29/04/2021
Volante Éderson em treino do Fortaleza no Centro de Excelência Alcides Santos, no Pici (Foto: Leonardo Moreira/Fortaleza EC)
Volante Éderson em treino do Fortaleza no Centro de Excelência Alcides Santos, no Pici (Foto: Leonardo Moreira/Fortaleza EC)

Titular do Fortaleza desde o início da temporada, o volante Éderson se vê em ascensão na equipe após as poucas oportunidades no Corinthians-SP em 2020 e espera manter o desempenho mesmo com a troca no comando técnico. O camisa 15 analisa os pontos positivos e negativos da troca e projeta evolução da equipe no decorrer do ano.

Alvo antigo do Tricolor, o meio-campista de 21 anos foi emprestado pelo Timão até o final de 2021 e se firmou rápido sob o comando de Enderson Moreira. Até agora, foram dez partidas disputadas e um gol marcado - no triunfo por 2 a 1 sobre o 4 de Julho-PI, pela Copa do Nordeste.

"Venho em uma crescente, com bons números. Nossa equipe também vinha bem, tinha as questões de ser mais ofensivo, que é normal em começo de temporada, a primeira competição, mas vinha em uma crescente, chegou na semifinal no nosso primeiro campeonato disputado esse ano. O que eu vejo daqui para frente é uma evolução ainda maior, que é assim que o jogador ganha confiança", avaliou.

LEIA MAIS

+ Fortaleza deve usar força máxima contra o Caucaia; veja provável escalação
+ Novo técnico do Fortaleza terá o maior salário do clube
+ Fortaleza vai utilizar time titular no Campeonato Cearense

Depois da eliminação nos pênaltis do Nordestão, diante do Bahia, o antigo treinador acabou demitido. A diretoria do Leão busca o futuro técnico e promoveu de forma interina o auxiliar Leonardo Porto, que comandará a equipe diante do Caucaia. Éderson garante que o grupo de jogadores mantém o mesmo ritmo de trabalho e vê o período até o início do Campeonato Brasileiro como trunfo.

"O presidente passou, em reunião entre os jogadores, que está à procura ainda de um novo técnico, mas que quem segue hoje é o Léo. Teve até um elogio dele para a equipe, falando que nós estamos treinando muito bem, como antes, não deixou cair em nenhum momento. Não sei se o Léo continua depois, o que passaram para a gente foi isso, mas se for ele que for seguir o trabalho, a gente vai trabalhar da mesma forma e respeitar ele, que é um profissional assim como nós", explicou.

"Tem os prós e contras. São outros métodos, vai ser uma outra pessoa que vem trabalhar, às vezes quem está com uma sequência de jogos vai ver a pessoa que chegar dar sequência para outro jogador... Isso depende muito da pessoa que vai vir, mas a gente também tem que ver com bons olhos. Tem um tempo maior para o nosso principal objetivo, que é o Brasileiro, e para a Copa do Brasil. Então, a gente tem um tempo maior para trabalhar com quem for. Tenho certeza que a gente vai conseguir trabalhar bem, porque os treinamentos estão sendo muito bons, e com uma pessoa, com novos métodos, a gente vai evoluir ainda mais", ponderou o camisa 15.

O jogo contra a Raposa, no próximo sábado, 1º, às 19 horas, na Arena Castelão, marcará a retomada do Campeonato Cearense após mais de 40 dias de paralisação. A equipe da Região Metropolitana, que perdeu pontos por escalar atleta irregular, tenta se organizar para o reinício do certame local às pressas.

"É uma situação muito difícil por conta da Covid. Todos os clubes estão enfrentando essas dificuldades, mas alguns têm uma estrutura para poder suportar esses obstáculos e outros que, infelizmente, não conseguem manter os jogadores. Achei que o Cearense não iria retornar por agora por conta dessas dificuldades todas. As coisas vêm voltando agora, e o futebol vem retornando. A gente está aí para poder fazer a nossa parte e espero que o Caucaia faça a parte deles, independente de quem for jogar", disse Éderson.