PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Semifinalistas do Nordestão, Fortaleza e Bahia apostam em marcas próprias e ações fora de campo

Fora de campo, as diretorias têm apostado em ações inovadoras voltadas para os torcedores e em marca própria dos uniformes

13:10 | 23/04/2021
FORTALEZA,CE, BRASIL, 03.04.2021: David, jogador do Fortaleza divide bola com zagueiro do Bahia e faz gol. jogo pela copa do Nordeste, Fortaleza vs Bahia. Arena Castelão.  (Fotos: Fabio Lima/O POVO) (Foto: FABIO LIMA)
FORTALEZA,CE, BRASIL, 03.04.2021: David, jogador do Fortaleza divide bola com zagueiro do Bahia e faz gol. jogo pela copa do Nordeste, Fortaleza vs Bahia. Arena Castelão. (Fotos: Fabio Lima/O POVO) (Foto: FABIO LIMA)

Fortaleza e Bahia são adversários na semifinal da Copa do Nordeste, neste sábado, 24. Fora de campo, as diretorias têm apostado em ações inovadoras voltadas para os torcedores e em marca própria dos uniformes.

+ Rival do Fortaleza no Nordestão, Bahia faz treino de apronto no CT do Ceará

Do lado do Tricolor do Pici, a "Leão 1918" assina a camisa do clube. Já o clube baiano criou a "Esquadrão". O movimento de marcas próprias ganhou força no cenário nacional, principalmente no Nordeste. A região é destaque com mais de 60% das equipes que disputaram o Nordestão 2021 possuem fornecedores próprios.

Para disputar a Copa do Nordeste nesta temporada, o Fortaleza lançou uniforme exclusivo chamado de desenhado por Espedito Seleiro, mestre da Cultura do Ceará. As vestimentas dos jogadores de linha foram batizadas de Luar, enquanto a versão dos goleiros de Sertão.

+ Enderson Moreira e Dado Cavalcanti se reencontram na semifinal da Copa do Nordeste; veja os números

"O torcedor ama o clube e cria um vínculo com a marca por ser algo próprio, mas é essencial manter a qualidade, são clientes e devemos fazer da forma correta. Além disso, o Fortaleza possui liberdade muito maior para montar seu calendário de lançamentos, conseguimos atender as demandas e planejar algo mais imediato quando necessário", explicou o presidente do Leão, Marcelo Paz.

De acordo com o especialista em marketing esportivo, Rene Salviano, a criação de marcas próprias pelos clubes brasileiros aproximou o torcedor e a identidade com os produtos aumentou. Ele reforça ainda que a liberdade de criação abriu leque de opções para serem exploradas em novos modelos.

"As grandes decisões de mudança como estas precisam ser profundamente analisadas em vários fatores, positivos e negativos como: Facilidade de criação de modelos que vão de encontro ao desejo do torcedor, rapidez na produção local e possibilidade de um kit maior de produtos no caso de marcas próprias. Por outro lado, as grandes marcas mundiais podem fornecer um conhecimento de mercado incontestável. Vale o estudo aprofundado para entender o momento de cada time e, principalmente, conhecer os desejos do torcedor", afirma o fundador da HeatMap.

Antes da partida decisiva, as diretorias do Fortaleza e do Bahia promoveram a "Batalha dos Sócios", desafiando os torcedores para ver quem consegue a maior adesão de sócios. Na temporada passada, os clubes ganharam destaque na mídia com outros lançamentos: o Fortaleza lançou o “App do Leão”, uma opção de entretenimento, com benefícios e experiências para os sócios. Já o Bahia criou o "Sócio Digital”, uma plataforma de streaming para exibir jogos e conteúdos exclusivos do clube.

Ouça também: