PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Felipe Alves destaca que Fortaleza depende só de si para ficar na Série A e recorda histórico contra o Galo

O goleiro reconhece a situação difícil em que o Fortaleza se encontra no Campeonato Brasileiro atualmente, mas prega que não é momento para desespero e também não faz contas para permanência

Brenno Rebouças
18:21 | 29/01/2021
Felipe Alves, goleiro do Fortaleza (Foto: FÁBIO LIMA)
Felipe Alves, goleiro do Fortaleza (Foto: FÁBIO LIMA)

Felipe Alves não é chamado de homem de gelo à toa. Além da frieza demonstrada em campo, o goleiro titular do Fortaleza também não costuma se desesperar com situações ruins vividas pela equipe. Nem mesmo o fato do Tricolor ter entrado na zona de rebaixamento a seis rodadas do fim da Série A deixa o arqueiro preocupado.

“Eu acho que acaba-se criando muito mais do que é o ocorrido. Às vezes, ganhando uma ou duas partidas seguidas, já consegue uma alavancada boa na competição, embora esteja na reta final e brigar contra o rebaixamento nunca é uma coisa boa para ninguém. Mas são situações que dentro da competição acabam acontecendo", minimizou Felipe Alves.

É claro que o goleiro reconhece a situação difícil em que o Fortaleza se encontra no Campeonato Brasileiro atualmente, porém, prefere olhar a luta pela permanência por um prisma positivo. “O lado bom é que a gente só depende da gente”, disse.

De fato, o Fortaleza ainda tem total controle sobre seu destino até o final da Série A. Mesmo estando atrás dos três principais concorrentes hoje, o Leão ainda vai enfrentar Vasco e Bahia, em dois confrontos diretos — também enfrenta o Coritiba, mas está à frente dele atualmente —, todos no Castelão. Felipe Alves entende que os duelos diretos são de extrema importância, mas ressalta que o Tricolor tem que buscar pontos em todos os jogos até o final da competição.

"Acho que a gente tem que pontuar, não tem que ficar fazendo conta e se preocupando [...] a gente sabe que uma vitória ou um empate nos tira da zona de rebaixamento (domingo, contra o Atlético-MG), que a gente tem três confrontos diretos também, mas não podemos depender só disso”, defende o arqueiro.

Sobre a partida de domingo, contra o Galo, o camisa 12 do Fortaleza prega respeito ao adversário e reconhece a dificuldade da partida, mas recorre ao histórico recente do duelo. Nas últimas três partidas entre ambos, todas pela Série A, foram dois empates e uma vitória do Leão. Além disso, o técnico do Atlético-MG, Jorge Sampaoli, também tem um tabu de nunca ter vencido o Tricolor.

"Nós já conseguimos ganhar deles aqui em casa, até com dois jogadores a menos, dentro de uma grande partida. Contra o Atlético-MG, são sempre jogos épicos, em que acontecem coisas distintas, coisas que no futebol não são normais de acontecer, mas o nosso foco é ir para lá e pontuar. A gente sabe da dificuldade, mas no campeonato que a gente vive hoje, pontuar é extremamente importante”, disse o goleiro.